Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde junho de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Rorgo II do Maine, que morreu em 865, foi conde do Maine, a partir de 853 até 865. Ele era da família de Rorgonidas, filho de Rorgon I do Maine e Bichilde.

Ele era muito jovem à morte de seu pai, para assumir o governo do condado do Maine, o que foi confiado a seu tio, Gosberto. Este último foi executado no 853 e Rorgo, sucedeu-o.

Em 856, Carlos, o Calvo forma o ducado du Mans para seu filho Luís e nomeia Rorgo para a liderança. A constituição deste ducado acendeu preocupações entre a nobreza local, liderada por Roberto, o Forte, indo mesmo tão longe como a revolta, e Carlos, o Calvo, constata também a incapacidade de seu filho para conter os Bretões e os Normandos, revogando o ducado. Luís se rebelou por sua vez em 861, apoiado por Rorgo. Os rebeldes foram derrotados, mas Carlos, o Calvo, deu-lhes o seu perdão.

Rorgo foi morto após algum tempo pelos Normandos. Não tendo filhos, é seu irmão Gosfredo que lhe sucede.

BibliografiaEditar

  • Pierre Riché, Les Carolingiens, une famille qui fit l'Europe, Paris, Hachette, coll. « Pluriel », 1983 (reimpr. 1997), p. 490 (ISBN 2-01-278851-3)
  • Jean-Charles Volkmann, Bien connaître les généalogies des rois de France, Éditions Gisserot, 1999, p. 127 (ISBN 978-2-87747-208-1)
  • Michel Mourre, Le Petit Mourre. Dictionnaire d'Histoire universelle, Éditions Bordas, avril 2007 (ISBN 978-2-04-732194-2)
  • Christian Settipani, La Préhistoire des Capétiens (Nouvelle histoire généalogique de l'auguste maison de France, vol. 1), Villeneuve d'Ascq, ed. Patrick van Kerrebrouck, 1993, p. 545  (ISBN 978-2-95015-093-6)

Link externoEditar

  A Wikipédia tem os portais:
  • Maine
  • Haut Moyen Âge