Rua 31 de Janeiro (Póvoa de Varzim)

Rua 31 de Janeiro
Concelho: Póvoa de Varzim
Freguesia(s): UFPVBA
Lugar, Bairro: Bairro Sul
Início: Largo Elísio da Nova
Término: Travessa da Poça da Barca, Rua Alfredo Bastos
Comprimento: 590 m
Abertura: séc. XVII
Designação anterior: Rua da Areia
Toponímia do Grande Porto

A Rua 31 de Janeiro, historicamente denominada Rua da Areia, é uma rua no bairro piscatório da cidade da Póvoa de Varzim em Portugal.[1] A rua 31 de Janeiro é uma destacada rua no bairro, pedonal e de comércio tradicional.

HistóriaEditar

A Rua 31 de Janeiro é uma das antigas ruas criadas pelo município poveiro para concentrar a população de pescadores junto ao Porto da Póvoa de Varzim. Rua que se prolongou por bem mais de um quilómetro pelo termo de Vila do Conde. A parte sul da Rua da Areia, para sul da Igreja da Lapa, o povo chamava de Rua de Poça da Barca, onde viveu o Cego do Maio[2] até ao seu falecimento.[3]

A alteração do nome da rua, deve-se à participação poveira na revolta republicana em 31 de janeiro de 1891, desencadeada como reacção ao ultimato britânico de 1890 ao qual o monarca português cedeu.[3]

Morfologia urbanaEditar

Tal como outras ruas do Bairro Sul, é uma das ruas que corre paralela à Enseada da Póvoa, e com as quais forma uma malha. A rua surge em seguimento da rua João Dias, que surge na Praça da República (Largo de São Roque / Santiago).[4] Prolonga-se pelo termo de Vila do Conde, pelos lugares de Poça da Barca e Caxinas.[3]

PatrimónioEditar

  • A Filantrópica (antigo edifício do Montepio).[5][6]
  • Fachada da casa no n.º 38.
  • Fachada da casa no n.º 42 / 42A.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «31 de Janeiro, Rua». web.cm-pvarzim.pt. Na Maré da República. Consultado em 3 de abril de 2019 
  2. Coentrão, Abel (1 de outubro de 2017). «O grande herói dos pescadores poveiros nasceu há 200 anos». PÚBLICO. Consultado em 3 de abril de 2019 
  3. a b c «A Rua de 31 de Janeiro». web.cm-pvarzim.pt. Na Maré da República. Consultado em 3 de abril de 2019 
  4. «Patrimônio religioso e artístico». www.povoadevarzim.com.pt. Portal da Póvoa de Varzim (salvo em Wayback Machine). 2007. Consultado em 3 de abril de 2019 
  5. «Filantrópica: anfitriã de exposição de alunos sobre Cego do Maio». www.cm-pvarzim.pt. 9 de maio de 2018. Consultado em 3 de abril de 2019 
  6. «Memórias de "A Filantrópica" - Factos e Documentos (1928 - 1935)» (PDF). Biblioteca Municipal Rocha Peixoto. 17 de abril de 2009. Consultado em 3 de abril de 2019 

Ligações externasEditar