Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2014). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
São Peregrino Laziosi
Estátua de São Peregrino
Confessor
Nascimento c. 1260 em Forlì, Itália
Morte 1 de maio de 1345 (85 anos)
Veneração por Igreja Católica
Canonização 27 de dezembro de 1726 por Papa Bento XIII
Festa litúrgica 4 de maio
Atribuições Uma das pernas com as chagas do câncer; um cajado.
Padroeiro Doentes de câncer; doentes
Gloriole.svg Portal dos Santos

Peregrino ou Pelegrino (em italiano: Peregrino Laziosi , também conhecido como Peregrino de Forlì) foi um santo da Igreja Católica, patrono dos doentes do câncer.

BiografiaEditar

Peregrino nasceu em Forlì, no norte da Itália, em 1260, numa família rica. Seus pais e quase toda a cidade compartilhavam de um sentimento anti-clerical. Numa certa ocasião, o papa enviou para lá um representante especial para pregar e tentar vencer a resistência local. O seu nome era Filipe Benício. A princípio, tudo correu bem e o povo correspondia à pregação. Porém, Peregrino apareceu com seu grupo de arruaceiros e expulsaram São Filipe do púlpito, chegado a bater-lhe no rosto durante o ato. O frade ofereceu-lhe a outra face e o perdoou, deixando Peregrino tão cheio de remorsos que ele foi até o frade para se desculpar. Depois disso, Peregrino não quis mais andar com seus antigos amigos e passou a dedicar cada vez mais tempo à oração. A Virgem Maria supostamente apareceu para ele e comandou que ele fosse até Siena, onde ele se juntou aos "Servos de Maria" (os servitas). O superior que o recebeu ali foi Filipe Benício e lá ele se penitenciou por seus pecados.

Uma das penitências que ele se auto-impôs era de permanecer de pé sempre que não fosse obrigatório sentar-se. Por conta disso, ele não se sentou por trinta anos, o que provocou-lhe varizes e, posteriormente, o câncer em sua perna e no seu pé. As chagas se tornaram tão dolorosas a ponto de os médicos terem se preparado para amputar-lhe o pé, mas, na noite anterior à cirurgia, Peregrino passou muitas horas em oração aos pés do crucifixo. Finalmente, tomado pelo sono, ele teve uma visão de Jesus tocando-lhe o pé. Na manhã seguinte, ele estava completamente curado. É por isto que ele é considerado como o santo padroeiro dos pacientes de câncer.

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Peregrino Laziosi