Abrir menu principal
Logotipo da Convenção de Ramsar.
A Convenção de Ramsar visa a proteção das zonas húmidas e seus recursos.

Um sítio Ramsar é uma zona húmida classificada como local de importância ecológica internacional ao abrigo da Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional.[1]

A Convenção sobre as Zonas Húmidas de Importância Internacional, conhecida como Convenção de Ramsar, é um tratado ambiental intergovernamental promovido em 1971 pela UNESCO, e que entrou em vigor em 1975. Permite a ação nacional e cooperação internacional em relação à conservação de zonas húmidas e ao uso sustentável dos seus recursos.[1]

Os sítios Ramsar são zonas húmidas de importância internacional.

À data de 2016 existiam 2231 sítios Ramsar no mundo, cobrindo 214 936 005 ha, e 169 governos nacionais participantes no programa.[1]

Referências

  1. a b c Convenção de Ramsar. «Convenção de Ramsar». Consultado em 3 de outubro de 2016