Sad Lovers and Giants

banda musical

Sad Lovers and Giants é uma banda de rock de Watford, Inglaterra, que se formou em 1980.[1] Seu som mistura pós-punk, teclados atmosféricos e psicodelia.

Sad Lovers and Giants
Sad lovers salerno.jpg
Sad Lovers and Giants em 2012
Informação geral
Origem Rickmansworth, Inglaterra
País Reino Unido
Gênero(s)
Período em atividade 1980-1983
1986-1991
2009-presente
Gravadora(s) Midnight Music
Afiliação(ões) The Snake Corps
Above & Beyond
Integrantes Garçe Allard
Tony McGuinness
Nigel Pollard
Ian Gibson
Will Hicks
Ex-integrantes Tristan Garel-Funk
David Wood
Cliff Silver
Juliet Sainsbury
Página oficial http://www.sadloversandgiants.net

Os membros da banda são Garce Allard (vocal), Tristan Garel-Funk (guitarra), Tony McGuinness (agora faz parte do trio de trance, Above & Beyond) (guitarra), Cliff Silver (baixo), Ian Gibson (baixo), David Wood (teclados e saxofone), Juliet Sainsbury (teclados), Marco Müllner (teclados) e Nigel Pollard (bateria e percussão).

HistóriaEditar

A formação original produziu dois álbuns de estúdio, Epic Garden Music e Feeding the Flame, antes de se separarem em 1983. Durante este período inicial eles gravaram uma John Peel Session para a BBC[2]e um concerto ao vivo para a estação de rádio holandesa Hilversum, que foi posteriormente lançado como o álbum Total Sound.

O interesse europeu, na banda começou a crescer, e com o lançamento do segundo álbum Feeding the Flame, eles visitaram a Alemanha e a Holanda, ganhando uma base de fãs dedicados. Artisticamente, Feeding the Flame, é considerado o seu melhor trabalho e indica um potencial que poderia ter elevado ao status de contemporâneos como The Chameleons, Cocteau Twins e Modern English. As tensões dentro da banda causaram, uma completa desintegração, com Garel-Funk e Pollard partindo para formar o The Snake Corps.

Eles retornaram em 1986 com uma formação atualizada (Tony McGuiness na guitarra, Juliet Sainsbury nos teclados e Ian Gibson no baixo), e um novo álbum intitulado The Mirror Test. [3] Após o lançamento de Treehouse Poetry (1991), a Midnight Music foi à falência e a banda se separou, mais uma vez, juntando-se ocasionalmente para shows de apoio do And Also The Trees no Marquee Club e no London's Electric Ballroom.

Em 2000, McGuiness formou o trio de trance progressivo, Above & Beyond junto com Jono Grant e Paavo Siljamäki, também iniciando seus selos de música eletrônica, Anjunabeats e Anjunadeep.

Uma entrevista extensa sobre o Sad Lovers And Giants apareceu nas edições de outono de 2013 e primavera de 2014 da revista de música The Big Takeover.[4]Em 2014, o vocalista Allard publicou uma autobiografia da banda, Things We Never Did - The Story Of Sad Lovers & Giants.[5]

DiscografiaEditar

Álbuns de estudioEditar

  • Epic Garden Music (1982, Midnight Music) UK Indie No. 21[6]
  • Feeding the Flame (1983, Midnight Music)
  • The Mirror Test (1987, Midnight Music)
  • Headland (1990, Midnight Music)
  • Treehouse Poetry (1991, Midnight Music)
  • Melting in the Fullness of Time (2002, Voight-Kampff Records)

Singles e EP'sEditar

  • Clé 7" EP (1981, Last Movement)
  • "Colourless Dream" 7" single (1982, Last Movement)
  • "Lost in a Moment" 7" single (1982, Midnight Music) - UK Indie No. 48[6]
  • "Man of Straw" 7"/12" single (1983, Midnight Music) - UK Indie No. 31[6]
  • "Seven Kinds of Sin" 12" single (1987, Midnight Music)
  • "White Russians" 12" single (1987, Midnight Music)
  • "Cow Boys" 12" EP (1988, Midnight Music)
  • "Sleep"/"A Reflected Dream" split 7" single with The Essence (1988, Midnight Music)
  • Clocks Go Backwards 12" EP (1990, Midnight Music)
  • "Himalaya"/"Happiness Is Fragile" 7" single (2010, Voight-Kampff Records)

Álbuns ao vivoEditar

  • Total Sound (1986, Midnight Music)
  • La Dolce Vita (Live in Lausanne) (1999, Voight-Kampff Records)

CompilaçõesEditar

  • In the Breeze (1984, Midnight Music)
  • Les Années Vertes (1988, Midnight Music)
  • E-Mail From Eternity - The Best of Sad Lovers and Giants (1996, Anagram Records/Cherry Red Records)
  • Headland & Treehouse Poetry (2001, Voight-Kampff Records)

Referências

  1. Strong, Martin C. (2003) The Great Indie Discography, Canongate, ISBN 1-84195-335-0, p. 489-90
  2. "Sad Lovers and Giants", Keeping It Peel,BBC
  3. Strong, Martin C. (2003) The Great Indie Discography, Canongate, ISBN 1-84195-335-0, p. 489-90
  4. http://bigtakeover.com/news/big-takeover-73-johnny-marr-cover-out-now-great-holiday-gifts-order-subscribe-renew
  5. http://www.sadloversandgiants.net/merchandise.html
  6. a b c Lazell, Barry (1998) Indie Hits 1980–1989, Cherry Red Books, ISBN 0-9517206-9-4, p. 195