Abrir menu principal
Salyut 2
Insignia da Missão
Salyut Insignia
Estatísticas da Missão
Nome da Missão: Salyut 2
Sinal de Chamada: Salyut 2
Lançamento: 4 de Abril de 1973
09:00:00 UTC
Baikonur, U.S.S.R
Reentrada: 28 de Maio de 1973
Grupos: 0
Ocupada: 0 dias
Em órbita: 54 dias
Número de Órbitas: 866
Apogeu: 173 mi (278 km)
Perigeu: 160 mi (257 km)
Período: 89.8 min
Inclinação 51.6 deg
Distância
Percorrida:
~21 849 604 mi
(~35 163 530 km)
Massa em Órbita: 18 500 kg
Salyut 2

A Salyut 2 foi lançada em 4 de Abril de 1973.[1] Ela não era realmente uma integrante do mesmo programa que as outras estações espaciais Salyut, ao invés disso, era um protótipo militar altamente classificado de uma estação espacial Almaz. Foi dada a designação Salyut 2 para esconder sua natureza real. Apesar de seus lançamento bem sucedido, com dois dias a ainda não tripulada Salyut 2 começou a perder pressão e seu controle de voo falhou: a causa da falha foi uma perfuração na carcaça quando a estação descartou o estágio superior do foguete Proton que a colocou em órbita e explodiu proximamente. Em 11 de Abril, a estação perdeu quatro painéis solares e toda sua alimentação. A Salyut 2 reentrou na atmosfera terrestre em 28 de Maio de 1973.[2]

EspecificaçõesEditar

[3]

  • Comprimento - 14.55 m
  • Diâmetro máximo - 4.15 m
  • Volume Habitável - 90 m³
  • Peso no lançamento - 18,900 kg
  • Veículo de lançamento - Proton (três estágios)
  • Número de painéis solares - 2
  • Transportadores de recarga - Soyuz Ferry
  • Número de portos de aterrisagem - 1
  • Total de missões tripuladas - 0
  • Total de missões tripuladas de longa duração - 0
  • Número de motores principais - 2
  • Impulso do motor principal (cada) - 400 kg

Naves espaciais visitantes e gruposEditar

  • Nenhuma

Veja TambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Salyut 2». NASA. Consultado em 19 de julho de 2019 
  2. Anatoly Zak. «OPS-1 (Salyut-2)». RussianSpaceWeb. Consultado em 19 de julho de 2019 
  3. Anatoly Zak. «Almaz space station technical overview». RussianSpaceWeb. Consultado em 19 de julho de 2019 

Ligações externasEditar