Abrir menu principal

Santa Casa da Misericórdia da Horta

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

A Santa Casa da Misericórdia da Horta (SCMH) é uma IPSS portuguesa, localizada na cidade da Horta, ilha do Faial, Açores. Pertence à União das Misericórdias Portuguesas.[1]

Índice

HistóriaEditar

A SCMH foi fundada no início do século XVI, poucas décadas depois do início do povoamento da ilha e da criação da vila da Horta. Na Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (Horta) existe o arquivo histórico desta instituição, contendo documentos que remontam às primeiras décadas de Quinhentos e que são os mais antigos existentes na ilha. Originalmente localizava-se na então Rua da Misericórdia (actualmente Rua Ernesto Rebelo e Rua D. Pedro IV). A Igreja da Misericórdia, construída na década de 1520, ficava no centro da rua, na esquina com a Travessa da Misericórdia, do lado Norte. Pegado com a igreja e descendo a travessa até à actual Rua Serpa Pinto ficava o hospital, cujos edifícios primitivos ainda existem, com algumas alterações. Ao longo de séculos esta instituição teve um papel muito importante na assistência social da população faialense. No início do século XIX o hospital era já muito pequeno para as necessidades da vila e a igreja estava em mau estado. Em 1835 o antigo Convento de São Francisco foi doado à Santa Casa, que nele se instalou, ficando também com a Igreja de Nossa Senhora do Rosário. Depois do incêndio que destruiu o antigo convento, em 1899, foi construído no local o actual Lar de São Francisco, assim como o Hospital Walter Bensaude.[2]

Serviços prestados no presenteEditar

Actualmente a SCMH presta apoio social através das seguintes valências:

  • Lar de Idosos (55 utentes);
  • Centro de Cuidados Continuados (53 utentes);
  • Lar Residencial para portadores de deficiência (12 utentes);
  • Centro de Actividades Ocupacionais (33 utentes);
  • Serviço de Apoio ao Domicílio (150 utentes);
  • Centros Comunitários (85 utentes);
  • Escola Profissional da Horta (206 formandos).[3]

PáginaEditar

ReferênciasEditar

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de setembro de 2015. Arquivado do original em 30 de setembro de 2015 
  2. Veja-se: Marcelino Lima, Anais do Município da Horta, Horta, CMH, 2005.
  3. http://www.tribunadasilhas.pt/index.php/entrevista/item/9592-santa-casa-da-miseric%C3%B3rdia-da-horta-fernando-dutra-quer-aproximar-a-popula%C3%A7%C3%A3o-da-institui%C3%A7%C3%A3o[ligação inativa]