Abrir menu principal
Santa Catarina da Suécia
Estátua de Santa Catarina
Nascimento 1331 ou 1332[1]
Morte 1381
Veneração por Igreja Católica
Canonização 1484 (culto confirmado) por papa Inocêncio VIII
Festa litúrgica 24 de março
Atribuições Corça ao seu lado
Padroeira Contra o aborto e a interrupção da gravidez
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santa Catarina da Suécia ou Catarina de Vadstena (1331 ou 1332 - Vadstena, 24 de Março de 1381) foi uma monja católica, que pertencia uma família nobre ligada aos reis suecos. Sua mãe era Santa Brígida da Suécia[2]. Ela levou uma vida absolutamente dedicada à fé cristã.

Formou-se na Abadia de Bisberg, permanecendo ali até se casar com um homem inválido[3].

E quando ficou viúva, como a sua crença em Deus era enorme, abriu-se a uma consagração total e foi viver junto de sua mãe em Roma, onde permaneceram por 23 anos. Com ela fez várias peregrinações[4].

Tornou-se Abadessa na Abadia de Vadstena, onde permaneceu até a morte.

Escreveu um trabalho intitulado “Consolação da Alma” (Sielinna Troest)[5].

Embora houvesse quem tivesse feito esforços para isso, a canonização nunca ocorreu, mas, em 1484 o Papa Inocêncio VIII deu permissão para o seu culto como santa na Suécia e alguns de seus pertences foram preservadas como relíquias . Dentro da Igreja Católica, o seu dia de festa é 24 de Março, enquanto que na Suécia é 2 de Agosto.

É protectora contra os abortos[6].

Referências

Ligações externasEditar