Santo Adrião (Armamar)

localidade e antiga freguesia de Armamar, Portugal
Portugal Santo Adrião 
  Freguesia portuguesa extinta  
Vista de Santo Adrião
Vista de Santo Adrião
Símbolos
Brasão de armas de Santo Adrião
Brasão de armas
Localização
Santo Adrião está localizado em: Portugal Continental
Santo Adrião
Localização de Santo Adrião em Portugal Continental
Coordenadas 41° 07' 32" N 7° 38' 15" O
Concelho primitivo Armamar
Concelho (s) atual (is) Armamar
Freguesia (s) atual (is) Vila Seca e Santo Adrião
História
Fundação século XVI (1527)
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 3,87 km²
População total (2011) 81 hab.
Densidade 20,9 hab./km²

Santo Adrião foi uma freguesia portuguesa do concelho de Armamar, com 3,45 km² de área e 81 habitantes (2011). Densidade: 23,5 hab/km². Faz fronteira com o município de Tabuaço e tem o rio Tedo a servir de fronteira de demarcação. Na sua margem direita, a localidade assenta num declive montanhoso onde predominam os socalcos das vinhas durienses.

Foi extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Vila Seca, para formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Vila Seca e Santo Adrião com sede em Vila Seca.[1]

A povoação pertencia, nos princípios do século XVI (1527), ao Concelho de Barcos, tendo sido lugar do termo desta vila a que D. Afonso III deu carta de foro em 1263. No século XIX, com a supressão desse Concelho, Santo Adrião passou para Armamar.

A antiguidade da localidade é documentada por um grande número de achados e vestígios arqueológicos: sepulturas cavadas na rocha; uma fortaleza a pequena distância da povoação, provavelmente da época castreja; moedas e cerâmicas encontradas em diversos pontos, entre muitos outros.

Um dos elementos do património que mais destaque merece é a ponte romana, assim designada, muito embora seja de construção do século XV. No entanto, os seus contrafortes revelam estrutura românica e poderá ter sido construída sobre as fundações de uma outra mais antiga, possivelmente romana. Dessa época existiram no local umas poldras (pedras colocadas no leito dos rios para servir de passagem) mas que foram destruídas por uma cheia em 1962.

Na povoação vivem 81 habitantes (censos 2011) que se dedicam, na sua esmagadora maioria, à agricultura. A vinha e o vinho constituem quase exclusivamente o cartaz agrícola. Aqui se produzem vinhos, generosos e de mesa, de excelente qualidade. Santo Adrião também já foi um bom lugar de produção de azeite e laranja. Chegaram a funcionar duas azenhas (a mais antiga datada de 1757) que laboravam durante dois a três meses no ano. No entanto, há cerca de três décadas a “ferrugem” dizimou a cultura do olival. Os terrenos, mobilizados, foram reconvertidos em vinhas.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Santo Adrião [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
324 342 309 278 286 241 272 283 267 320 223 207 167 145 81

PatrimónioEditar

 
Santo Adrião.
 
Localização no Concelho de Armamar

Referências

  1. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.