Abrir menu principal
Igreja de Santo Estêvão do Cacco
Santo Stefano del Cacco
Fachada
Estilo dominante Barroco
Arquiteto Antonio Canziani (fachada)
Fim da construção 1607
Religião Igreja Católica
Diocese Diocese de Roma
Geografia
País Itália
Região Roma
Local Rione Pigna
Coordenadas 41° 53' 50" N 12° 28' 45" E

Santo Stefano del Cacco, conhecida originalmente como Santo Stefano de Pinea, uma referência ao rione onde está localizada, Pigna, e à "pinha" (em italiano: pigna ) que está no alto de seu campanário, ou Igreja de Santo Estêvão do Cacco é uma igreja de Roma, Itália, dedicada a Santo Estêvão e localizada na Via di Santo Stefano del Cacco.

O termo "del Cacco" pode ser uma referência à divindade romana Caco ou, mais provavelmente, uma estátua do deus egípcio com cabeça de cachorro Tot removida do antigo templo dedicado a Ísis e Serápis, construído em 43 a.C., sobre cujas ruínas a igreja original foi construída, que foi incorretamente interpretado como sendo a cabeça de um macaco ("cacco" seria uma corruptela de "macaco").

Índice

HistóriaEditar

A data da construção da igreja original é incerta, mas assume-se que tenha sido durante o reinado do papa Adriano I (r. 772–795). Certamente já existia na época do papa São Pascoal I (r. 817–824), que acrescentou um mosaico de si próprio com um modelo da igreja na abside (perdido na reconstrução de 1607). Sob Pascoal II Predefinição:Nwra, os pintores Gregório e Petrolino foram contratados para decorar a igreja. O campanário (que não é visível a partir da rua) foi construído em 1160 e ainda sobrevive entre os edifícios vizinhos.

Em 1563, a igreja foi entregue pelo papa Pio IV (r. 1559–1565) aos padres silvestrinos, que ainda servem ali, que logo realizaram uma pequena reforma. Outras reformas e restaurações ocorreram em 1607, quando a abside foi reconstruída, e c. 1640, data em que a igreja ganhou sua atual aparência barroca, com uma fachada simples com duas ordens, obra provavelmente Antonio Canziani. Outras se seguiram em 1725, 1857 e 2007 (interior). Em 1940, a igreja quase foi demolida para permitir a expansão da delegacia central de polícia, que ocupa o edifício do antigo Mosteiro de Santa Marta ao lado da igreja, mas felizmente a intenção não se concretizou.

Paolo Maruscelli (1594–1649) projetou o portal em travertino, ladeado por pilastras e encimando por um pedimento triangular. Na placa logo acima lê-se: D. STEPH. PROT. CONG. MONAC. / SILVESTRINORVM ("Santo Estêvão, protetor da Congregação dos Monges Silvestrinos"). A segunda ordem da fachada inclui uma janela coroada por um pedimento segmentado e pilastras laterias. No topo, está um pedimento triangular com uma pequena janela, uma característica rara em igrejas romanas.

GaleriaEditar

BibliografiaEditar

  • Armellini, M. (1891). Le chiese di Roma dal secolo IV al XIX (em italiano). Roma: [s.n.] 
  • C. Villa, Rione IX Pigna, in AA.VV, I rioni di Roma, Newton & Compton Editori, Milano 2000, Vol. II, pp. 556-618.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Santo Stefano del Cacco