Santuário de Ujigami

Imagem: Monumentos Históricos da Antiga Quioto O Santuário de Ujigami está incluido no sítio "Monumentos Históricos da Antiga Quioto", Património Mundial da UNESCO. Welterbe.svg

O Santuário de Ujigami (宇治上神社 Ujigami-jinja?) é um templo xintoísta na cidade de Uji, Quioto, Japão. O santuário foi construído como um santuário guardião do Byōdō-in e é vizinho do Santuário de Uji. Em 1994, ele foi registrado como um patrimônio mundial da UNESCO como um dos Monumentos Históricos da Antiga Quioto. O honden e o haiden foram nomeados pela Agência para Assuntos Culturais como Tesouros Nacionais do Japão.[1][2][3][4][5]

Ujigami jinja08s3s4500.jpg

O Santuário de Ujigami é dedicado ao Imperador Ōjin e seus filhos, os príncipes imperiais Uji no Wakiiratsuko e Imperador Nintoku.[4] Uji no Wakiiratsuko cometeu suicídio para resolver a disputa sobre a sucessão imperial, e o santuário foi construído em sua homenagem.[6]

O honden do Santuário de Ujigami é conhecido como o exemplo mais antigo do estilo nagare-zukuri de arquitetura xintoísta no Japão.[2][3][5] Neste estilo de arquitetura, as três estruturas interiores do santuário são construídas lado a lado, com a estrutura no meio sendo maior que às da esquerda e direita.[3] O honden data do final do período Heian (794 – 1185).[4][5] O haiden foi construído no estilo shinden-zukuri, e seu telhado no estilo sugaruhafu. O haiden data do período Kamakura (1185 – 1333). O Santuário de Kasuga, também dentro do recinto do santuário, data do mesmo período.[4] O santuário é conhecido por sua fonte de água doce.[6]

O Santuário de Ujigami foi encontrado via dendrocronologia digital, sendo o templo xintoísta mais antigo do Japão. O Instituto de Pesquisa de Propriedades Culturais de Nara determinou que o templo foi construído em aproximadamente 1060, o que se aproxima do relato escrito da fundação do santuário.[7]

Até o período Meiji (1868 – 1912), os santuários de Uji e Ujigami eram conjuntamente conhecidos como o Rikyukamisha.[3] O festival anual do Santuário Ujigami aconte em 5 de maio.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. The Agency for Cultural Affairs (1 de novembro de 2008). «国指定文化財 データベース» (em japonês). Database of National Cultural Properties. Consultado em 15 de dezembro de 2009 
  2. a b «Ujigami-jinja». Dijitaru daijisen (em Japanese). Tokyo: Shogakukan. 2012. Consultado em 28 de maio de 2012 
  3. a b c d «Ujigami-jinja Shrine». Cambridge, United Kingdom: Japan Cultural Profile. 2006. Consultado em 28 de maio de 2012 
  4. a b c d «Ujigami Shrine». Kita-ku, Osaka, Japan: Kansai Digital Archives. 1996. Consultado em 28 de maio de 2012 
  5. a b c d «Ujigami-jinja». Nihon Daihyakka Zensho (Nipponika) (em Japanese). Tokyo: Shogakukan. 2012. Consultado em 28 de maio de 2012 
  6. a b «Ujigami-jinja Shrine». Kyoto, Japan: Kyoto Convention Bureau. Consultado em 28 de maio de 2012. Arquivado do original em 23 de maio de 2012 
  7. «埋蔵文化財センター 古環境研究室» (em japonês). Nara, Nara Prefecture, Japan: Research Information Repository, Nara Cultural Properties Research Institute. Consultado em 28 de maio de 2012 [ligação inativa]

NotasEditar