Seminário de Olinda

Seminário Católico

O Seminário Maior Nossa Senhora da Graça também conhecido como Seminário de Olinda foi um centro de instrução religiosa, destinado à formação de clérigos, que funcionou em meados do Século XIX na cidade de Olinda.[1][2]

Seminário de Olinda
Seminário de Olinda
e Igreja de Nossa Senhora da Graça
Início da construção c. 1800
Proprietário inicial Jesuítas
Função inicial Seminário
Religião Catolicismo
Geografia
País Brasil
Cidade Olinda
Localidade Morro do Seminário

HistóriaEditar

O Bispo Dom Azeredo Coutinho fundou em 1800 o Seminário no prédio que antes abrigara os jesuítas, expulsos em decorrência da oposição de Marques de Pombal à ordem. O Seminário teve o objetivo de formar virtuosos sacerdotes e inovou ao oferecer além dos ensinos das “humanidades”, as ciências naturais. O pluralismo do ambiente despertou uma consciência política entre os seminaristas. Dentre os jovens que por lá estudaram, alguns inscreveram seus nomes na história de revoluções pernambucanas, como Pe. Roma, Pe. Ribeiro, Pe. Miguelinho, Pe. Venâncio e Pe. Mororó.[3]

Referências

  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.