Senda prohibida

Senda Prohibida foi a primeira telenovela produzida no México. Escrita por Jesús Gómez Obregón, com direção de Rafael Banquells. Foi exibida entre 9 de junho de 1958 a 20 de julho de 1958, totalizando 30 capítulos de meia hora, todos produzidos em preto-e-branco. Foi exibida no horário das 19h30.

Senda prohibida
Imagem promocional para a telenovela.
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero drama
Duração 30 minutos
Criador(es) Fernanda Villeli
País de origem México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Rafael Banquells
Produtor(es) Jesús Gómez Obregón
Elenco Silvia Derbez
Francisco Jambrina
Dalia Iñiguez
Héctor Gómez
Alicia Montoya
Beatriz Sheridan
Bárbara Gil
Julio Alemán
Empresa(s) produtora(s) Televicentro
Localização Cidade do México
Exibição
Emissora original XHTV-TV (Canal 4)
Formato de exibição 480i (SDTV)
Formato de áudio Monaural
Transmissão original 9 de junho – 20 de julho de 1958
Episódios 50
Cronologia
Programas relacionados El dolor de amar
Amor prohibido

SinopseEditar

Nora, uma ambiciosa jovem chega a Cidade do México buscando fortuna, a consegue seduzindo um homem casado. Seu chefe a enche de luxuria, com joias, abraços e desejos, até que tudo isso o leva a ruína, e o pobre homem vai a falência. Nora, no final descobre que seu chefe faliu, e casa com outro homem, mas no dia do casamento, Nora fica o esperando na igreja e ele nunca chegou. Nora, recebe seu castigo, sem noivo, a jovem, com o vestido de noiva, se olha para o espelho, se tranca no seu quarto, de nunca mais saiu por toda a eternidade.

ElencoEditar

Audiência na ÉpocaEditar

  • A novela, quando estreou, foi uma grande surpresa para os mexicanos. Mas a novela conseguiu ficar no primeiro lugar de audiência.
  • A novela já chegou a deixar todos os televisores mexicanos ligadinhos no canal, tornando então a grande era das telenovelas mexicanas.

RemakesEditar

  • Em 1966 foi feito o primeiro remake da telenovela, chamado "El Dolor de Amar", protagonizado por Elvira Quintana, Patricia Morán e Auguto Benedicto.
  • Em 1979 foi feita um remake da telenovela, protagonizado por Claudia Islas, José Alonso e Liliana Abund. No segundo remake a novela se chamou "Amor Prohibido"; nessa versão a novela já tinha sido produzida a cores, e contou com mais núcleos e mais história.