Abrir menu principal
imagem encontrada em 1741

Segundo antiga tradição, no ano de 1741, num lugarejo de passagem de tropeiros na região próxima a Mogi das Cruzes, foi encontrada por indígenas uma Imagem de Cristo atado à Coluna, a qual denominaram Senhor Bom Jesus de Arujá. Logo com a descoberta da pequena Imagem, foi construída uma ermida, em torno da qual desenvolveu-se a vila de Arujá (posteriormente distrito de Santa Isabel e Município).

Surgimento da DevoçãoEditar

Diz a tradição, pelas vozes de Bráulio Coutinho, Etelvira Martins Guimarães e outros, cujas vozes soaram alto em nossa tradição, que uma das histórias mais conhecidas sobre a origem da capela do Senhor Bom Jesus, e divulgada pela imprensa durante a comemoração do primeiro centenário de Arujá, que, por volta de 1741, diz a tradição, segundo crença popular, uma imagem de Jesus Cristo foi encontrada pelos índios, no lugar onde hoje está situada a igreja do Senhor Bom Jesus. Recebeu a imagem o nome de Senhor Bom Jesus do Arujá.

Conta ainda a tradição que foi construída uma orada para abrigar a imagem. Por várias vezes a imagem foi retirada da orada e levada para fazendas próximas. Por milagre, segundo a crença do povoado, ou arrependimento dos fazendeiros, a imagem sempre retornava para a orada.

Foi então que sitiantes da região, impressionados com o fato e sua repercussão, passaram a acreditar que a imagem queria que fosse construída uma capela naquele lugar. Esta foi então construída por escravos, na mesma época.

A data de Sua celebração litúrgica é 6 de Agosto (Transfiguração do Senhor)

A data oficial do Padroeiro da Cidade “Senhor Bom Jesus de Arujá”, foi determinada pela Lei Municipal nº 01/62, de 12 de abril de 1962.

Construção do temploEditar

Não se tem registro da arquitetura do primeiro templo, apesar de se saber que sua construção data do século XVIII, mas especula-se que fora feito com taipa de pilão, técnica comum à época. A velha capelinha deu lugar à Igreja Matriz, construída em estilo Barroco Paulista. A igreja passou por Reformas na década de 90, tendo grande descaracterização e perda da originalidade, sendo conservada apenas a torre original (atual torre esquerda) e metade da fachada. A nova torre copia a antiga, tendo sido adicionada à fachada mais uma janela.

 
Igreja do Bom Jesus de Arujá na década de 1960
 
Igreja após a reforma da década de 1990

A ImagemEditar

A Imagem do Senhor Bom Jesus de Arujá, medindo 66 centímetros de altura retrata Jesus Cristo durante sua flagelação, atado a uma pequena coluna, porém, não há traços de sofrimento e apresenta face serena. Não se sabe o autor, muito provavelmente tenha sido modelada por algum santeiro popular. Em 2013, a Imagem, que estava muito deteriorada por restaurações descuidadosas anteriores, foi restaurada pelas mãos de Julio Moraes, técnico de conservação e restauro. Este restaurou com sua equipe a Capela de São Miguel Paulista. A Imagem, desde que se tem registro, sempre utilizou um manto vermelho, lembrando a passagem da Sagrada Escritura na qual se baseia: "Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou.E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura" (cf. Jo 19,1-2). No ano de 2016, durante as festividades do Padroeiro, a Família Norte, tradicional família Arujaense, doou à Imagem um novo manto vermelho bordado.

 
Imagem após a restauração de 2013, sem o Manto Vermelho e o Resplendor

Referências