Abrir menu principal

Serengeti

(Redirecionado de Serengueti)
Mapa da Tanzânia com os parques nacionais
Elefantes-africanos no Serengeti

O ecossistema Serengeti (ou Serengueti) é uma região geográfica na África Oriental, no norte da Tanzânia e sudoeste do Quénia, entre as latitudes 1 S e 3 S e longitudes 34 E e 36 E, cobrindo cerca de 30000 km2.

O Serengeti abriga a maior migração animal de mamíferos do mundo, uma das maravilhas do mundo natural.[1]

Na região fica o Parque Nacional de Serengeti e várias reservas de caça. A palavra "Serengeti" provém da língua maasai, na qual "Serengit" significa "planícies intermináveis".[2][3]

FloraEditar

FaunaEditar

 
Chita e gazela no Serengeti

Há cerca de 70 espécies de grandes mamíferos e 500 de aves na região, e esta grande diversidade é função de vários habitats como florestas, pântanos, kopjes, savanas e bosques.[4]

Estas pradarias são vitais para as migrações de milhares de grandes mamíferos: o gnu-azul (Connochaetes taurinus), a zebra-de-burchell (Equus quagga burchellii), a gazela-de-thomson (Gazella thomsonii), ou o elande-comum (Taurotragus oryx) são algumas delas.

Um grande número de espécies de predadores habita na ecorregião: chita (Acinonyx jubatus), leão (Panthera leo), leopardo (Panthera pardus), hiena-manchada (Crocuta crocuta), hiena-listrada (Hyaena hyaena), chacal-listrado (Canis adustus), chacal-dourado (Canis aureus) chacal-de-gualdrapa (Canis mesomelas), ratel (Mellivora capensis), caracal (Caracal caracal), serval (Leptailurus serval), gato-selvagem ou gato-bravo (Felis silvestris), raposa-orelhuda (Otocyon megalotis) e várias espécies de civetas, ginetas e mangustos (família Viverridae).

Outras espécies importantes pela sua abundância são o cobo-untuoso (Kobus ellipsiprymnus), o elefante-africano (Loxodonta africana), o bubal (Alcelaphus buselaphus), o topi (Damaliscus lunatus), a impala (Aepyceros melampus), a gazela-de-grant (Gazella granti), o búfalo-cafre (Syncerus caffer) e o crocodilo-do-nilo (Crocodylus niloticus).

A cegonha-branca (Ciconia ciconia) inverna nesta ecorregião.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Partridge, Frank (20 de maio de 2006). «The fast show». The Independent (London). Consultado em 14 de março de 2007 
  2. Briggs, Phillip (2006), Northern Tanzania: The Bradt Safari Guide with Kilimanjaro and Zanzibar, ISBN 978-1-84162-146-3, Bradt Travel Guides, p. 198 
  3. «Maa (Maasai) Dictionary». Darkwing.uoregon.edu. Consultado em 23 de outubro de 2010 
  4. http://www.ath.aegean.gr/srcosmos/showpub.aspx?aa=8868[ligação inativa]