Abrir menu principal

Serra dos Carajás

Serra dos Carajás
Vista de satélite de uma das minas da Serra dos Carajás.
Localização
Coordenadas
Localização Marabá, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Ourilândia do Norte e São Félix do Xingu
Bandeira do Pará.svg Pará
País(es)  Brasil
Características
Altitude máxima 716 m
Cumes mais altos Monte Redenção; Serra Sul

A Serra dos Carajás é uma grande cordilheira e acidente geográfico presente no sudeste do estado do Pará, no Brasil. Na área da serra, desenvolve-se o Projeto Grande Carajás, um grande e ambicioso projeto de extração mineral em operação. Anteriormente à colonização de origem portuguesa, esse território era povoado pelos povos Karajá e Kayapó.

A extensão da serra subdivide-se em regiões, como Serra Norte, Serra Sul, Serra Leste, Serra do Sossego e outras. Entre os projetos minerários em andamento ou com implantação prevista no local, todos eles parte do Projeto Grande Carajás, podem-se destacar: Complexo Minerário de Carajás, Projeto Rio Doce Manganês, Projeto Igarapé-Bahia, Projeto Salobo, Projeto Ferro Carajás S11D (antigo Projeto Serra Sul), Mineração Onça Puma e Projeto Serra do Sossego. O depósito ferrífero da Serra dos Carajás contém 18 bilhões de toneladas de minério lavrável, constituindo-se no maior do mundo em 2013. Também há grande depósitos minerais de manganês, zinco, níquel, cobre, ouro, prata, bauxita, cromo, estanho, tungstênio e urânio.

A Serra dos Carajás, assim como seu entorno, atualmente encontram-se densamente povoados. Grandes centros urbanos se instalaram nas proximidades do acidente geográfico, fato que contribuiu para a profunda modificação paisagística ocorrida no local a partir da década de 1970. A própria serra encontra-se em contínuo processo de modificação paisagística devido aos grandes projetos minerários assentados em seu território[1][2].

Serra N1 em fevereiro de 2016

Links externosEditar

Referências

  1. Rezende, N. - Carajás: memórias da descoberta, Editora Gráfica Stamppa, 2009, 316 pg.
  2. Vale - Projeto Ferro Carajás S11: Um novo impulso ao desenvolvimento sustentável do Brasil, disponível em http://saladeimprensa.vale.com/_arquivos/Final%20-%20Book%20S11D%20-%20PORT.pdf Arquivado em 1 de fevereiro de 2014, no Wayback Machine., acessado em 08/11/2013.