Sete rixis

Os sete rixis (em sânscrito: सप्तर्षि, transl. saptarṣī)[a] são os sábios da Índia Antiga que são exaltados em muitos lugares nos Vedas e outras literaturas hindus. Os samhitas védicos nunca enumeram esses rixis pelo nome, embora textos védicos posteriores, como os brâmanas e os upanixades, o façam.

Matsya (peixe) resgata os sete rixis e Manu do grande dilúvio
Na astronomia hindu tradicional, as sete estrelas do Grande Carro são identificadas com os nomes dos sete rixis

Um protótipo inicial do conceito de "saptarishi" pode derivar das seis famílias associadas aos seis "Livros da Família" no Rigueveda samhita (Mandalas 2–7 em ordem crescente: Gṛtsamāda, Viśvāmitra, Vāmadeva, Atri, Bhardwaja, Vasiṣṭha). Embora não seja um "Livro de Família", a Mandala 8 é atribuída principalmente a Kaṇva, que poderia ser considerado o 7.º protótipo dos sete rixis.

A lista formal mais antiga dos Sete Rishis é dada pela brâmana de Jaiminiya 2.218–221: Agástia, Atri, Bhardwaja, Gautam, Jamadagni, Vashistha e Vishvamitra, seguido pelo upanixade de Brihadaranyaka 2.2.6 com uma lista ligeiramente diferente: Atri, Bharadwaja, Gautama, Jamadagni, Caxiapa, Vashistha e Vishwamitra. O tardio brâmane de Gopatha 1.2.8 cita Vashistha, Vishvamitra, Jamadagni, Gautama, Bharadvaja, Gungu, Agástia e Caxiapa.

Nos textos pós-védicos, aparecem diferentes listas; alguns desses rixis[1] foram reconhecidos como os 'filhos nascidos da mente' (em sânscrito: मनस पुत्र, manasputra) de Brama, a representação do Ser Supremo como Criador. Outras representações são Mahesh ou Xiva como o Destruidor e Vixnu como o Preservador. Como esses sete rishis também estavam entre os oito rishis primários, que eram considerados os ancestrais dos Gotras dos brâmanes, o nascimento desses rixis foi mitificado.

Na antiga astronomia indiana, o asterismo do Grande Carro (parte da constelação da Ursa Maior) tem sete estrelas representando sete rixis, ou seja "Vashistha", "Marichi", "Pulástia", "Pulaha", "Atri", "Angiras" e "Kratu". Há outra estrela ligeiramente visível dentro dela, conhecida como "Arundhati". Arundhati e Vashishtha são casados ​​e juntos formam o duplo Mizar.[2]

De acordo com a lenda, os sete Rishis no próximo manvantara serão Diptimat, Galava, Parashurama, Kripa, Drauni ou Ashwatthama, Viasa e Rishyasringa.

Notas

  1. Do composto sânscrito saptarishi, em que sapta significa "sete" e "rishi" significa "sábios".

Referências

  1. «Who are Saptarshi, the importance of their worship». Jai Bhole 
  2. Shankar, P.N (1 de janeiro de 1985). A guide to the night sky (PDF). Bangalore: Karnataka Rajya Vignana Parishat