Uma seteira, em arquitectura militar, é uma abertura ou um rebaixamento na muralha, que em sua primitiva concepção permitia aos defensores (arqueiros, besteiros) lançar flechas;

Balcão com seteira cruzetada (Castelo de Rauzan, França).
Seteira com troneira (Castelo de Penela, Portugal).

Bastante empregada na arquitetura medieval, pode ser descrita como um vão na alvenaria na forma de uma faixa vertical, cuja altura corresponde a aproximadamente cinco vezes a sua largura. Em geral, possui peitoril de aproximadamente trinta centímetros e o seu topo dista aproximadamente trinta centímetros do teto.

Conforme o período construtivo e a sua região pode ser simples ou cruzetada. Com a introdução das armas de fogo, a partir do século XIV, algumas apresentam adaptação para tiros de arcabuz, mosquete ou pequenos canhões. Os vãos circulares abertos para essas primitivas peças de artilharia são chamados troneiras.

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.