Setor económico

agrupamento abrangente de atividades económicas
(Redirecionado de Setor econômico)

Um setor económico (português europeu) ou setor econômico (português brasileiro), também chamado de indústria setorial ou setor de atividade econômica, é um conjunto de atividades econômicas, com características semelhantes. É também uma subdivisão da economia, em termos macroeconômicos, agrupando atividades que pertencem à mesma categoria. Tradicionalmente, a distribuição de toda a atividade econômica é dividida em três grandes setores econômicos (primário, secundário e terciário). Essa classificação de diferentes atividades surgiu da elaboração dos economistas Allan Fisher, Colin Clark e Jean Fourastié.

A atividade de um setor econômico não é completamente homogênea e inclui produções ou serviços secundários que se enquadrariam em outros itens da nomenclatura, que não a do setor considerado, ao contrário de um ramo de atividade que congrega unidades de produção homogêneas.

Além disso, o termo setor profissional ou industrial também inclui duas definições:

  • a de múltiplos ramos de atividade econômica, e para a qual cada setor profissional congrega famílias de ofícios suficientemente próximas para serem consideradas como um único aparelho de produção.
  • o dos ramos de actividade industrial (ou atividade principal exercida), e para o qual cada sector profissional inclui entes/atividades que estão sujeitas à mesma regulamentação social, fiscal e profissional.

DefiniçãoEditar

A composição clássica, baseada na teoria dos três setores, é a seguinte:[1]

  • Primário: envolve a extração e/ou produção de matérias-primas, como o milho, o carvão, a madeira ou o ferro. Exemplos de trabalhadores do setor primário podem ser um mineiro de carvão e um pescador.
  • Secundário: envolve a transformação de matérias-primas em bens, como a fabricação de aço para carros ou têxteis para roupas. Exemplos de trabalhadores do setor secundário podem ser um construtor civil e um costureiro.
  • Terciário: envolve o fornecimento de serviços a consumidores e/ou empresas, como o baby-sitting, o cinema ou o bancário. Exemplos de trabalhadores do setor terciário podem ser um lojista e um contabilista.

No século XX, começou a ser discutido que dos serviços terciários tradicionais poderiam ainda ser distinguidos mais dois setores de serviços, o quaternário e o quinário.[2]

Uma economia pode incluir vários setores (também chamados de indústrias), que evoluíram em fases sucessivas:

Mesmo nos tempos modernos, os países em desenvolvimento tendem a confiar mais nos dois primeiros setores, em comparação com os países desenvolvidos.

Gráficos, em inglês, sobre setores da economia
A figura ilustra as percentagens de cada setor na economia de um país. Nela também se pode observar que os países com maiores níveis de desenvolvimento socioeconómico tendem a ter maior ênfase (maior percentagem) no setor terciário do que no primário ou secundário, já nos países menos desenvolvidos ocorre o inverso.
Os três setores segundo Fourastié.
Modelo de setores de Clark.

Por propriedadeEditar

Uma economia também pode ser dividida por propriedade:

Ver tambémEditar

Referências

  1. Zoltan Kenessey. «The Primary, Secondary, Tertiary and Quaternary Sectors of the Economy» (PDF). The Review of Income and Wealth. Consultado em 20 de abril de 2012 
  2. Matt Rosenberg (14 de janeiro de 2007). «Sectors of the Economy». About.com. Consultado em 20 de abril de 2012