Shō Ishimoda

historiador japonês

Shō Ishimoda (石母田正 Ishimoda Shō) foi um historiador japonês de Sapporo, capital da região de Hokkaido, especializado em História do Japão Antigo, com um interesse particular na natureza da transição estrutural do período antigo para o medieval. Materialista ortodoxo, ele foi durante toda a vida membro do Partido Comunista, e um influente acadêmico marxista nas análises sobre a História do Japão conduzidas por membros do grupo pós-guerra Rekiken. Na década de 1950, após o sucesso da revolução comunista na China em 1949, ele viu esse modelo como uma alternativa à ocidentalização na Ásia, que havia falhado no Japão.

Shō Ishimoda
Nome completo Shō Ishimoda
Nascimento 9 de Setembro de 1912
Sapporo
Morte 18 de Janeiro de 1986
Nacionalidade Japão (japonesa)
Ocupação Historiador

VidaEditar

Nascido na casa da família de sua mãe em Hokkaido, Ishimoda foi criado na atual cidade de Ishinomaki, Prefeitura de Miyagi, onde seu pai era o prefeito. Ele ingressou na faculdade de Filosofia na Universidade Imperial de Tóquio, mas se transferiu para História. Na graduação, tornou-se jornalista do Asahi Shinbun e depois professor na Universidade de Hosei. Em 1973, ele foi diagnosticado com Mal de Parkinson.

TrabalhosEditar

Seu primeiro grande trabalho, "A formação do mundo medieval", foi escrito antes da guerra, mas o manuscrito foi destruído quando a sua casa pegou fogo durante um bombardeio incendiário sobre Tóquio. De acordo com acadêmicos proeminentes e seus alunos, logo após o fim da guerra, ele voltou até o que sobrou de sua casa, isolou-se por um verão e reescreveu todo o trabalho de 700 páginas.[1]

Recentemente o materialismo histórico de Ishimoda foi muito criticado,[2] mas não se pode negar que o Japão saíra de uma guerra havia pouco tempo e estava mergulhado no caos e na estagnação causados pela quebra do regime imperial e de toda uma historiografia centrada nas instituições imperiais. Ishimoda trabalhou pela reconstrução dessa historiografia.

BibliografiaEditar

Kazuo Aoki (青木和夫 Aoki Kazuo) está atualmente editando a Coletânea dos Trabalhos de Shō Ishimoda (Ishimoda Shō Chosakushū), publicada pela editora Iwanami Shoten em 16 volumes.

Referências

  1. Artigo traduzido da Wikipédia em inglês (19 de Novembro de 2008), que por sua vez foi em sua grande parte traduzido da Wikipédia japonesa, como ele estava em 24 de Junho de 2007.
  2. Yoshihiko Amino、Ishii Susumu (eds)『Nihon no Chūsei 6 Toshi to Shokunōmin no katsudō』, Chūō Kōronsha、Tokyo 2003、(2) Mikawa Kei (美川圭) 『Insei-mō hitotsu no tennōsei』,Chūō Kōronsha、Tokyo、2006