Abrir menu principal

Simeão II de Jerusalém, também chamado de Simão, foi o patriarca grego ortodoxo de Jerusalém entre 1084 e 1106 e era o patriarca quando a Primeira Cruzada europeia invadiu Jerusalém em 1099.[1] Simeão já tinha se refugiado na ilha de Chipre antes da chegada dos cruzados à cidade e não estava lá quando ela caiu e foi saqueada em 15 de julho de 1099. Ele morreu em 1106 e seus sucessores viveram no exílio em Constantinopla pelos próximos oitenta anos, período no qual o patriarca latino de Jerusalém, indicado por Roma, tomou o trono patriarcal em Jerusalém.

Segundo as fontes gregas, seu episcopado teria durado de 1084 até 1096 e Eutímio é que seria o patriarca reinante quando Jerusalém foi conquistada.[2]

Ver tambémEditar

Simeão II de Jerusalém
(1084 - 1096/1106)
Precedido por:  
Lista sucessória dos patriarcas de Jerusalém
Sucedido por:
Eutímio I 88.º Savas


Referências

  1. «A História da Igreja de Jerusalém» (em inglês). More Who is Who. Consultado em 26 de maio de 2012 
  2. Moshe Gil. «A History of Palestine, 634-1099» (em inglês). Google Books. p. 464. Consultado em 26 de maio de 2012 

Ligações externasEditar