Sociedade Brasileira de Paleontologia

A Sociedade Brasileira de Paleontologia (SBP), é uma associação técnico-científica sem fins lucrativos que congrega profissionais da área da arqueologia, geologia, medicina, biologia, química, com interesse na ciência da paleontologia. Fica sediada no Museu de Ciências da Terra, Urca.[1].

Código de Ética da Paleontologia BrasileiraEditar

Pelos padrões internacionais, quando é criado um instituto de pesquisa de paleontologia como pessoa jurídica, o instituto cria um contrato para os seus membros que são as pessoas físicas. O contrato é o Código de Ética da Paleontologia. Não há leis específicas e a regulamentação é feita através do direito administrativo. Geralmente o código é definido no estatuto do instituto.

A paleontologia é composta de cinco profissões e não existem cursos acadêmicos específicos para a paleontologia. As regras de formação desses profissionais é estabelecido no Código de Ética. Como o paleontólogo atua na sociedade e com paleontólogos estrangeiros é definido no Código. Como no Brasil o fóssil é por lei considerado um patrimônio público nenhum cidadão pode ser impedido ajudar na definição do código como também ninguém pode se eximir de responsabilidade perante o código.

A SBP existe desde 1961 e não possui um código de ética. Não pode ser considerada uma instituição de pesquisa de paleontologia pela falta do código o que permite o roubo de fósseis no Brasil pelos seus membros.


Referências


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.