Abrir menu principal
Solar dos Sampaios
Solar dos Sampaios em Palmácia.
Tipo Particular,residencial
Início da construção 1929
Fim da construção 1933
Inauguração 1933
Proprietário atual Sra.Lúcia Andrade da Rocha Sampaio
Dimensões
Altura Fachada: 5 metros, mirante: 17 metros
Número de andares 3 + térreo
Área do andar 550 m²[1]
Geografia
Localidade Rua Pedro Sampaio, n° 350, Centro [2].
Bandeira de Palmácia - Ce.jpg Palmácia,  Ceará
 Brasil

O Solar dos Sampaios é um prédio histórico da cidade brasileira de Palmácia, no estado do Ceará.[1].

O solar é considerado o terceiro prédio residencial mais antigo da cidade e localiza-se à Rua Pedro Sampaio, n° 350, no Centro Histórico.[3] Trata-se de um solar urbano que apresenta uma grande desenvoltura arquitetônica e pertence a uma das mais influentes famílias da cidade de Palmácia e de toda a Serra de Guaramiranga [4], a família Sampaio Andrade. Devido seu mirante, é o prédio mais alto da cidade.

HistóriaEditar

O terreno onde se encontra o Solar pertencia a 1° professora de Palmácia Maria Amélia Perdigão Sampaio e ao seu marido o boticário e líder político Pedro Sampaio de Andrade Lima e foi passado a sua filha Maria Florinda Sampaio Rocha que iniciou a construção do solar em 1930 e foi concluído em 1940 para Maria Florinda Sampaio Rocha e Francisco Hildebrando Rocha, no estilo dos casarões Suíços e Holandeses,para servir-lhe de residência.

A construção do Solar dos Sampaios se iniciou no ano de 1929, sendo o Mestre Uchôa encarregado da parte da alvenaria e o Mestre Virgílio,de Guaramiranga era responsável pelos detalhamentos das portas e janelas da residência.

Em 1968, o Professor Vicente Sampaio , filho da proprietária, casou-se com Lúcia Andrade da Rocha Sampaio e anos depois passaram a residir no solar. Em 1976, a residência sofreu uma grande ampliação, sendo construído 3 andares, desses o último um mirante, contudo a estrutura original do prédio foi mantida intacta. Devido a dificuldade de mão de obra e materiais de construção adequados em Palmácia essa ampliação ainda não foi totalmente concluída.

Em 2002, após a morte do Professor Vicente Sampaio, Lúcia resolve retomar a reforma, começando pelo belo jardim frontal, que ganha um pequeno lago artificial.

Em 2010, a fachada passa por uma reforma e muda de cor, tendo também o pátio sofrido reforma. Além da construção de novos cômodos na parte posterior da construção,novamente sem alterar a estrutura original da construção.

Em 2013 cupins ameaçam o Solar, que depois de 80 anos passa por sua primeira grande reforma na parte original,sem contudo alterar sua estrutura, mantendo quase que na totalidade os mesmos materiais que foram restaurados.

O edifício de quatro pisos conserva o seu estilo original até hoje. É o único prédio cuja parte antiga continua original e intacta em Palmácia.


Proprietários do Solar do SampaiosEditar

Ordem Nome Período
Maria Florinda Sampaio Rocha 1929 - 1975
Vicente de Paulo Sampaio Rocha 1975 - 2002
Lúcia Andrade da Rocha Sampaio 2002 - atualidade

O solar nos dias de hojeEditar

 
O Solar em época de natal.
 
Solar dos Sampaios iluminado.
 
Equipe da TV Assembleia em gravação no Solar dos Sampaios.
 
Escultura no Jardim do Solar dos Sampaios

O Solar dos Sampaio, na Rua Pedro Sampaio no Centro de Palmácia. É um dos prédios mais antigos e destacados da cidade. Sua arquitetura é inspirada na arquitetura suíça,holandesa e neoclássica. Construído por volta dos anos 1930,durante o período da Era Vargas, era a residência da primeira professora de Palmácia, Maria Amélia Perdigão Sampaio e que passou para sua filha Maria Florinda Sampaio Rocha. É o mais alto e mais imponente prédio da cidade e remete muito do passado de uma família importante de Palmácia que guarda suas raízes. Olhar para o Solar é olhar para os primeiros anos de uma Palmácia em crescimento.

Atualmente habitado por seus herdeiros,o Solar data do início do século XX e apresenta-se com um belo jardim de flores tropicais,um pátio,um lago artificial com peixes ornamentais e um mirante onde tem-se uma vista surpreendente de toda a cidade e também das montanhas circunvizinhas como o Morro do Cruzeiro, Torre da Lua, Serra do Bacamarte, Pedra do Bacamarte, Região de Pacoti e Guaramiranga, Serra do Lajedo e Serra do Gigante. A propriedade possui ainda um extenso pomar e uma área preservada de mata atlântica com aproximadamente 2 hectares, sendo essa uma das poucas áreas de preservação dentro da zona urbana do município,a família Sampaio Andrade afirmou que esta área de preservação não será desmatada jamais. Também é considerado o prédio mais alto da cidade devido seu mirante.

O Solar do Sampaios já foi palco de diversos documentários, curta metragens,clipes e reportagens para diversas emissoras de televisão como a TV Unifor e TV Assembleia. Em 6 de Julho de 2013 a TV Unifor fez uma reportagem especial sobre a cidade de Palmácia e sobre o Solar dos Sampaios onde os moradores Lúcia, Mateus e Fernão falaram da história, arquitetura e características do Solar e da história de sua família de antepassados como Vicente Sampaio,Maria Amélia e Maria Florinda.[5] Além de Fernão ter preparado uma receita da família Sampaio Andrade que é o Consumê ou sopa de Jerimum.[6]

Arcádia Nova PalmacianaEditar

O Solar dos Sampaios é sede da Arcádia Nova Palmaciana Científica e Literária, instituição que reúne intelectuais e palmacianos ilustres. Seu atual presidente é Fernão de la Roche D'Andrade Sampaio.

O Solar no NatalEditar

No período do Natal o Solar se enche de luzes e enfeites natalinos. Na noite do dia 24, a família Sampaio Andrade realiza o tradicional Natal do Solar.[7]

Referências

  1. a b «Guaramiranga Informa». Consultado em =03 de fevereiro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]
  2. «Info Lugares». Consultado em =03 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Sampaio, Vicente, 2000, Português Nosso de Cada Dia (Palmácia: Phaidon), pp. 62 and 169-70
  4. «Guaramiranga Informa». Consultado em =03 de fevereiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «TV UNIFOR». Consultado em 08 de setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]
  6. «Página do JUSBRASIL». Consultado em 14 de fevereiro de 2010 [ligação inativa]
  7. «Palmácia e o Solar dos Sampaios». O Nordeste. Consultado em 10 de janeiro de 2015 

Ligações externasEditar