Soushen Ji[1] é uma coleção chinesa de lendas, contos curtos e boatos sobre deuses chineses, fantasmas chineses e outros fenômenos sobrenaturais. Acredita-se que tenha sido escrito e compilado por Gan Bao, um historiador na corte do imperador Yuan da dinastia Jin, por volta do ano 350 d.C. O livro geralmente consiste de quatrocentos e sessenta e quatro histórias.

Capa de uma edição impressa de 1937 de Soushen Ji (volume 1)
Páginas de uma edição impressa de Soushen Ji do período Wanli da dinastia Ming.

Histórias editar

As histórias do Soushen Ji são variadas e envolvem deuses, fantasmas, imortais, demônios, animais mágicos e outros fenômenos estranhos. Algumas histórias notáveis incluem:

  • Gan Jiang Mo Xie (干將莫邪) – sobre dois famosos ferreiros que criaram espadas mágicas;
  • Wu Wang Xiao Nü (吳王小女) – sobre uma princesa que se casou com um dragão;
  • Li Ji Zhan She (李寄斬蛇) – sobre uma mulher que matou uma serpente gigante, semelhante à lenda de Chen Jinggu;[2][3][4][5][6]
  • Han Bing Fufu (韓憑夫婦) – sobre um casal que se comunicava com o espírito de seu filho morto.

A coleção também contém várias histórias de uma donzela Cisne [en] (ou noiva Celestial) que se casou com um homem mortal.[7]

Legado editar

O legado do Soushen Ji é grande na literatura chinesa, especialmente no gênero de Zhiguai xiaoshuo, que são histórias sobre eventos extraordinários e sobrenaturais. A coleção foi uma das primeiras e mais influentes obras desse gênero, e inspirou muitos outros escritores posteriores, como Pu Songling, que elogiou o trabalho de Gan Bao como superior ao seu próprio, o famoso Liaozhai Zhiyi. O Soushen Ji também reflete a cultura e a religião chinesas da época, mostrando as crenças e as práticas sobre deuses, fantasmas, imortais, destino, reencarnação e moralidade

Referências

  1. Puglia, Francesca. «Soushen ji 搜神記». UBC Library Open Collections 
  2. Gan Bao. In Search of the Supernatural: The Written Record, translated into English by Kenneth J. DeWoskin and James Irving Crump. Stanford University Press, 1996. pp. 230-231. ISBN 0-8047-2506-3
  3. Maeth Ch., Russell (1990). «El cuento de li ji». Estudios de Asia y Africa. 25 (3): 537–539. JSTOR 40312235 
  4. Journey of a Goddess: Chen Jinggu Subdues the Snake Demon. Translated, edited, and with an introduction by Fan Pen Li Chen. Albany, New York: State University of New York Press. 2017. p. 31. ISBN 978-14384-6-7078
  5. Idema, Wilt L. Personal Salvation and Filial Piety: Two Precious Scroll Narratives of Guanyin and Her Acolytes. University of Hawai'i Press. 2008. p. 205. ISBN 978-0-8248-3215-5
  6. He, Saihanjula (2000). Critical fantasies: structure of Chinese folk tales (Tese). OCLC 44808453 
  7. Hsieh, Daniel. Love and Women in Early Chinese Fiction. The Chinese University Press. 2008. pp. 123-136. ISBN 978-962-996-305-7

Leitura adicional editar

  • Xie, Wenjuan (2014). «Encountering Ghost Princesses in Sou Shen Ji: Rereading Classical Chinese Ghost Wife Zhiguai Tales». Unsettling Assumptions: Tradition, Gender, Drag. [S.l.]: Editora Universitária de Colorado. pp. 244–260. ISBN 978-0-87421-897-8. JSTOR j.ctt83jj2k.18