Soyuz 3 (Союз 3) foi a segunda missão tripulada do programa Soyuz da URSS.[1]

Soyuz 3
Insígnia da missão
Informações da missão
Sinal de chamada Argon
Operadora União Soviética
Foguete Soyuz
Espaçonave Soyuz 7K-OK
Astronautas Georgi Beregovoi
Base de lançamento Local 31/6, Cosmódromo
de Baikonur
Lançamento 26 de outubro de 1968
8h34min18s UTC
Baikonur, Cazaquistão,
União Soviética
Aterrissagem 30 de outubro de 1968
7h25min03s UTC
perto de Qarağandı,
Cazaquistão, União Soviética
Órbitas 81
Duração 3 dias, 22 horas,
50 minutos, 45 segundos
Altitude orbital 205 por 183 quilômetros
Inclinação orbital 51,7 graus
Imagem da tripulação
Beregovoi
Beregovoi
Navegação
Soyuz 2
Soyuz 4

TripulaçãoEditar

Posição Cosmonauta
Piloto   Georgi Beregovoi

MissãoEditar

O objetivo da missão era acoplar com a missão não tripulada Soyuz 2 (a missão tripulada Soyuz 2 original foi cancelada devido aos problemas com a Soyuz 1, que resultaram na morte do cosmonauta Vladimir Komarov). A missão ocorreu entre 26 e 30 de outubro de 1968. A acoplagem planejada para a missão falhou, por erro humano de Beregovoi, que insistentemente colocava a nave em uma posição que provocava a falha no acoplamento e terminou por consumir boa parte do combustível do veículo. Ao fim da missão, contudo, a imprensa soviética informou que o voo fora coroado com êxito. Segundo informações oficiais, o objetivo da missão era apenas aproximar-se da Soyuz 2 como um teste, sem acoplamento.[1]

InsígniaEditar

Foi produzida uma insígnia que esperavam usar na missão, mas que por algum motivo, nunca foi usada.[2]

ReferênciasEditar

  1. a b Mark Wade. «Soyuz 3». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 14 de julho de 2019 
  2. «Soyuz 3». Spacepatches. Consultado em 27 de maio de 2020 

Ligações externas (em inglês)Editar

  Este artigo sobre a União Soviética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Precedido por
Apollo 7
Voos tripulados
Sucedido por
Apollo 8