Soyuz 7K-L3


Soyuz 7K-L3 (LOK)
A Soyuz 7K-L3, ou Soyuz 7K-LOK,
Lunniy Orbitalny Korabl.
Origem
País  União Soviética
Fabricante OKB-1
Operação
Levar dois astronautas em circunavegação lunar
Tipo de missão
Versão específica para missões lunares
Características físicas
Altura 10,06 m
Diâmetro 2,20 m
Volume 9 m3
Massa 9.850 kg

A Soyuz 7K-L3, também conhecida como Soyuz 7K-LOK (do termo em russo Lunniy Orbitalny Korabl, ou Máquina Orbital Lunar), foi projetada para ser usada no Programa lunar tripulado soviético, mais especificamente no subprograma Lunar L3.[1]

A Soyuz 7K-L3, era baseada nas anteriores Soyuz 7K-L1 e Soyuz 7K-OK. Apenas três lançamentos desse modelo ocorreram: um teste não tripulado em órbita terrestre bem sucedido em 1970, utilizando um foguete Soyuz-L na missão Kosmos 379, e outros dois, também não tripulados em 1971 e 1972, ambos terminando em falha com a explosão do veículo lançador, o foguete N-1.[1]

Esse modelo tinha a capacidade de se acoplar a outra espaçonave, mas sem um "túnel de passagem", obrigando os cosmonautas a uma atividade extraveicular para a transferência. Para isso, eles usavam o traje espacial Krechet, predecessor do Orlan, usado atualmente pela tripulação Russa na ISS.[1]

Precedido por
Soyuz 7K-L1
Naves das Missões Soyuz
19711973
Sucedido por
Soyuz 7K-T

ReferênciasEditar

  1. a b c Mark Wade. «L3». Encyclopedia Astronautica. Consultado em 17 de julho de 2019 
  Este artigo sobre espaçonaves ou sondas espaciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.