Abrir menu principal

Space Police: Defenders of the Crown

Space Police: Defenders of the Crown
Álbum de estúdio de Edguy
Lançamento 18 de abril de 2014
Gravação Novembro de 2013 - janeiro de 2014[1] em Wolfsburg[2]
Gênero(s) Power metal, heavy metal, hard rock
Duração 1:29:06[3]
Gravadora(s) Nuclear Blast
Cronologia de Edguy
Age of the Joker
(2011)
Monuments
(2017)

Space Police: Defenders of the Crown é o décimo álbum da banda alemã de heavy metal Edguy. Foi lançado em 18 de abril de 2014 pela Nuclear Blast.[4][5] A capa foi revelada em 1 de fevereiro,[6] e, 15 dias depois, a banda revelou as faixas.[7]

Índice

Precedentes e gravaçõesEditar

O vocalista e líder da banda Tobias Sammet vem promovendo o álbum como sendo o mais pesado que a banda já fez, uma promessa que ele reitera diversas vezes em sua conta no Twitter.[8][9][10][11] Ele foi composto em dois meses, com os membros da banda trabalhando todos juntos no mesmo estúdio na companhia do produtor Sascha Paeth.[2] A banda afirmou o seguinte sobre o disco:[5]

Em uma entrevista, Tobias e o guitarrista solo Jens Ludwig explicaram que o título do álbum é baseado em duas de suas faixas, pois eles pensaram que ambas eram adequadas para o novo trabalho.[1] Segundo Tobias, Defenders of the Crown é uma referência ao Edguy ser o verdadeiro "defensor da coroa do heavy metal", enquanto que Space Police soou como Frank Zappa ou David Bowie e é um título que a maior parte das bandas de heavy metal não usaria.[1] Em outra entrevista, Tobias comentou:[2]

Informações das faixasEditar

A faixa de abertura "Sabre & Torch" (que recebeu um lyric video em 17 de março de 2014[12] ) se refere à atitude da banda, fazendo coisas que outros não esperam. "Nós nos sentimos como exploradores: Nós vamos aonde nenhum homem esteve antes, armados apenas com um sabre em uma mão e uma tocha na outra..."[2]

A co-faixa título "Space Police" foi descrita por Tobias como "uma faixa que realmente reflete o que esta banda é. É maluca mas poderosa e muito, muito criativa, cativante... Ela tem pegada."[2] Segundo ele, o termo "polícia do espaço" é uma metáfora para pessoas que querem criar e fazer valer leis em territórios que não deveriam ser limitados por regras. No caso, ele critica pessoas que tentam dizer a bandas de rock o que fazer e o que dizer quando os músicos querem viver acima das regras e sem limitações.[2]

Tobias descreveu o single "Love Tyger" como um "tribute a si mesmo".[2] O riff de guitarra desta faixa foi concebido pelo próprio Tobias.[1]

"Alone in Myself" é sobre "a sensação de perceber que o mundo à sua volta não percebe as coisas do jeito que elas deveriam ser percebidas", e como alguém pode ser mal compreendido por não encontrar as palavras certas para se expressar.[1]

A faixa de encerramento "The Eternal Wayfarer" fala da imortalidade da alma, sobre a qual Tobias ainda está procurando evidências, mas não encontrou ainda.[2]

A edição limitada do álbum vem com quatro versões instrumentais de faixas da edição regular, uma versão progressiva de "Space Police" e duas faixas bônus: "England", uma canção sobre a Inglaterra; e "Aychim in Hysteria", cuja letra é uma homenagem ao engenheiro de som ao vivo da banda, e, musicalmente, é um tributo ao grupo britânico Def Leppard, especialmente à era Hysteria deles.[2]

FaixasEditar

Todas as canções escritas e compostas por Tobias Sammet, exceto as faixas 7 e 8, por Jens Ludwig[13]

N.º Título Duração
1. "Sabre & Torch" (Sabre & Tocha) 5:00
2. "Space Police" (Polícia Espacial) 5:59
3. "Defenders of the Crown" (Defensores da Coroa) 5:39
4. "Love Tyger" (Tigre do Amor) 4:26
5. "The Realms of Baba Yaga" (Os Reinos de Baba Yaga) 6:06
6. "Rock Me Amadeus (cover de Falco)" (Balance-me Amadeus) 3:20
7. "Do Me Like a Caveman" (Transe Comigo Como um Homem das Cavernas) 4:09
8. "Shadow Eaters" (Devoradores de Sombras) 6:08
9. "Alone in Myself" (Sozinho em Mim Mesmo) 4:36
10. "The Eternal Wayfarer" (O Eterno Andarilho) 8:50
Duração total:
54:26[3]

Todas as canções escritas e compostas por Tobias Sammet, exceto a faixa 7, por Jens Ludwig[13]

IntegrantesEditar

Referências

  1. a b c d e «EDGUY Interviewed By France's RockNLive.org (Video)». RockNLive.org. Paris: Blabbermouth.net. 23 de março de 2014. Consultado em 24 de março de 2014 
  2. a b c d e f g h i j «Interview: Tobias Sammet from Edguy». New-Transcendence. 31 de março de 2014. Consultado em 3 de abril de 2014  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  3. a b c «Space Police - Defenders of The Crown». 7 Digital. 3 de abril de 2014. Consultado em 3 de abril de 2014 [ligação inativa]
  4. Rosenberg, Axl (3 de fevereiro de 2014). «The Album Art for Edguy's Space Police – Defenders Of The Crown Could be Considered Homoerotic». MetalSucks. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  5. a b «Edguy: 'Space Police - Defenders Of The Crown' Cover Artwork Unveiled». Blabbermouth.net. 1 de fevereiro de 2014. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  6. «Edguy Unveils "Space Police - Defenders Of The Crown" Album Artwork». Metal Underground. 3 de fevereiro de 2014. Consultado em 16 de fevereiro de 2014  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  7. «EDGUY Unveil Space Police - Defenders Of The Crown Tracklisting». Brave Words & Bloody Knuckles. 15 de fevereiro de 2014. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  8. Sammet, Tobias (15 de fevereiro de 2014). «Tweet de Tobias». Tobias Sammet profile. Twitter. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  9. Sammet, Tobias (15 de fevereiro de 2014). «Tweet de Tobias». Tobias Sammet profile. Twitter. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  10. Sammet, Tobias (20 de janeiro de 2014). «Tweet de Tobias». Tobias Sammet profile. Twitter. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  11. Sammet, Tobias (20 de janeiro de 2014). «Tweet de Tobias». Tobias Sammet profile. Twitter. Consultado em 16 de fevereiro de 2014 
  12. Martin Kielty (19 de março de 2014). «Video: Edguy – Sabre & Torch». Classic Rock. TeamRock. Consultado em 3 de abril de 2014 
  13. a b Rose, Rustyn (1 de abril de 2014). «Interview with JENS LUDWIG of EDGUY, Talking Space Police, Falco». Metal Nation Radio. Metalholic. Consultado em 4 de abril de 2014 


  Este artigo sobre um álbum de Edguy é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.