Abrir menu principal
Alexei Stakhanov (à direita) conversando com um colega

O stakhanovismo ou estacanovismo foi um movimento que nasceu na União Soviética por iniciativa do mineiro Alexei Stakhanov e que defendia o aumento da produtividade operária com base na própria força de vontade dos trabalhadores.

HistóriaEditar

No dia 31 de agosto de 1935, Stakhanov — operário de uma mina de carvão em Donetz — conseguiu extrair 102 toneladas de carvão, superando 14 vezes os padrões de extração, ou seja, sua cota diária. Devido a esta façanha, que marcou a introdução de métodos tayloristas na mineração soviética, iniciou-se um movimento para a elevação do rendimento de produção do trabalho, com aplicação em todos os setores da indústria da União Soviética.[1]

O movimento teve tal êxito que, em novembro de 1935, foi realizada a primeira conferência stakhanovista no Kremlin, com o louvor de Stalin. Entretanto, em pouco tempo a situação produziu disparidade salarial e problemas entre os trabalhadores.

Este movimento significou o fim do kolkhoz na indústria, que fica então relegado ao campo agrícola.[2]

Ligações externasEditar

Referências

  1. BLINIKOV, Mikhail S. A Geography of Rússia And Its Neighbors. New York, NY: The Guilford Press, 2011
  2. SIEGELBAUM, Lewis H. Stakhanovite Movement. In: MILLAR, James R. (org.) Encyclopedia of Russian History. Vol. 2. Pág. 1452 – 1453, New York: MacMillan Reference, 2004