Abrir menu principal

Stepan Makarov

(Redirecionado de Stepan Osipovich Makarov)
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Stepan Makarov
SO Makarov 01.jpg
Almirante Makarov
Nascimento 8 de janeiro de 1849
Mykolaiv, Ucrânia (então parte do Império Russo)
Morte 13 de abril de 1904 (55 anos)
Port Arthur, China
Nacionalidade Russo
Serviço militar
Lealdade Rússia Rússia
Serviço Naval Ensign of Russia.svg Marinha Imperial Russa
Anos de serviço 1863–1904
Patente Vice-almirante
Comando Frota do Pacífico
Conflitos Guerra russo-turca
Guerra Russo-Japonesa

Stepan Osipovich Makarov (russo: Степан Осипович Макаров) nasceu em Mykolaiv na Ucrânia que na época fazia parte do Império Russo. Foi um Almirante, oceanógrafo e profetor de alguns navios russos.

VidaEditar

Makarov nasceu em Nikolaev, atual Mykolaiv em 1849. Em 1863, ingressou na Marinha Imperial Russa como um cadete na Frota do Pacífico (Rússia). Em 1866, participou da viagem da corveta Askold de Vladivostok até Kronstadt. Entre 1867, foi transferido para a Frota do Báltico e em 1876, foi para a Frota do Mar Negro.

Guerra Russo-TurcaEditar

Na Guerra Russo-Turca (1877-1878), Makarov assumiu o comando como capitão do torpedeiro Velikiy Knyaz Konstantin, foi um dos primeiros à adotar a ideia de barcos torpedeiros, e em 16 de janeiro de 1877, foi a primeira pessoa do mundo à lançar torpedos num barco contra o navio otomano Intibah

Expedições oceanográficasEditar

 
Quebra-gelo SS Yermak

Makarov comandou duas voltas ao mundo na corveta Vityaz (1886-1889 e 1894-1896). Também foi o idealizador da construção do primeiro quebra-gelo, o Yermak. Também construiu quebra-gelos no Lago Baikal.

Guerra Russo-JaponesaEditar

Quando os japoneses atacaram Port Arthur, Makarov assumiu o comando da Frota do Pacífico, ele era um dos poucos experientes almirantes russos, ele tentou proteger Port Arthur e também retirar os navios e levá-los ao mar aberto. Em 13 de abril de 1904, os russos tentaram sair de Port Arthur e ir até Vladivostok, durante o trajeto, navios japoneses atacaram-lhes, depois de intensos combates, os russos voltam para Port Arthur quando perto do porto o navio de Makarov, Petropavlovsk, atingiu uma mina, explosões secundárias afundaram o navio junto com Makarov, a sua morte trouxe tristeza para todos.