Sudoeste (revista)

Sudoeste: cadernos de Almada Negreiros
Formato (25 cm)
Sede Lisboa Portugal Portugal
Fundação 1935
Director Almada Negreiros
Idioma Português europeu

Sudoeste : cadernos de Almada Negreiros resultou de um projeto individualista levado a cabo por Almada Negreiros (como sugere o subtítulo da revista), em colaboração com Dário Martins, que coloca os seus conhecimentos nas várias formas de intervenção direta, contatos e influencias nesta publicação periódica. Dos três números publicados, os dois primeiros refletem o seu pensamento através de ensaios e textos que partem dos mesmos pressupostos teóricos: a Vida entendida como união construtiva entre todos os indivíduos. Exacerba também o valor da Criatividade como valência indispensável em todas as áreas de atuação, da arte à economia e política, condenando, de forma menos objetiva, qualquer elemento castrador que anule tal potencial. Já o seu terceiro número varia relativamente aos primeiros na medida em que adopta os colaboradores da revista Presença e da extinta Orpheu, nomeadamente: Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Luís de Montalvor, Raul Leal, Alfredo Guisado, Alvaro de Campos, João Gaspar Simões, José Régio, Adolfo Casais Monteiro, Saúl Dias, Carlos Queirós, Carlos Ramos, Pardal Monteiro, Mário Saa; além de duas ilustrações de Sara Afonso e Mário Eloy. Não chegou a publicar-se o quarto número [1].

Referências

  1. Rita Correia (18 de maio de 2011). «Ficha histórica: Sudoeste : cadernos de Almada Negreiros (1935)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 5 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar

Lista de publicações disponíveis na Hemeroteca Municipal de Lisboa em formato digital

  Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.