Symphony

Symphony
Álbum de estúdio de Sarah Brightman
Lançamento 29 de janeiro de 2008
Gravação Na Alemanha no Studio Nemo, nos EUA e no Reino Unido na Angel Studios
Gênero(s) Gótico, Clássico, Crossover e Rock Sinfônico.
Produção Frank Peterson
Cronologia de Sarah Brightman
Diva:The singles collection
(2006)
Symphony: Live In Vienna
(2009)

Symphony (Sinfonia, em português) é um álbum da soprano inglesa Sarah Brightman, lançado em Janeiro de 2008. Este álbum clássico crossover é um contraste com a sua colaboração anterior com o produtor Frank Peterson, Harem em 2003, com mais influências góticas em vez de Easthern.

"Fleurs Du Mal" provavelmente teve como inspiração em seus liricos o livro de Charles Baudelaire de mesmo nome."Running" foi a canção do IAAF's Green Project Charity, que Sarah realizou em suas cerimônias de abertura dos campeonatos em Osaka, no Japão em 2007. Uma versão alternativa de "I Will Be With You ", com participação de Chris Thompson, foi a canção tema do décimo filme Pokémon: The Rise of Darkrai. O dueto com o espanhol Fernando Lima, "Pasión", a música-tema para a novela mexicana de mesmo nome, foi também a única. A London Symphony Orchestra da irmã mais nova de Sarah, Amelia Brightman também está no CD. O álbum vendeu 720.400 cópias no mundo todo.

Sobre o álbumEditar

Cada um dos álbuns de Sarah faz uma forte declaração pessoal que passa pelo coração e alma do ouvinte individual. Este álbum não é certamente nenhuma exceção.

A palavra "sinfonia" é definida como "uma combinação harmoniosa de elementos, especialmente uma combinação efetiva de cores" - e este álbum luminosamente exemplifica o significado dessa palavra.

Explorando uma série de estilos ousados, Sarah criou outra coleção de materiais que não podem ser facilmente categorizados, mas continua a ser totalmente acessível para os amantes de vários gêneros musicais. Da tempestuosa gótica "Fleurs Du Mal", à suplicante "Let It Rain," Symphony está repleto de ambos, ousado, desafiante e sensualidade vulneráveis.

"Considerando que a maioria dos cantores gravitam em torno de obras vocais, sempre fui muito mais atraída por obra sinfônica", diz Sarah, "Onde as tintas compõe uma história que o ouvinte pode ver sem abrir os olhos. Nos últimos quatro anos da gravação deste álbum , encontro-me aproximada da minha música ainda mais visualmente do que eu já estive antes. Descobri que a tela era interminável para este álbum. "

Sarah acrescenta que o álbum ganhou o título porque é verdadeiramente "Uma aproximação de muitos elementos diferentes para criar consonância com harmoniosas texturas que ainda mantenha fiel a uma linha comum que funciona abaixo do centro do disco. Ao longo da minha carreira eu trabalhei em muitos estilos diferentes de música”, diz Sarah. "Este é o primeiro álbum onde todos esses estilos se juntam para criar uma paisagem musical muito diversificada."

Gravado na Alemanha, EUA e o Reino Unido, Symphony possui músicas inéditas, e foi criado por Sarah com o produtor de longa data, Frank Peterson.

Além de reunir-la com Andrea Bocelli na varrição, romântica "Canto Della Terra", este álbum apresenta característica eclética colaborações com o espanhol contratenor Fernando Lima ("Pasión"), tenor italiano Alessandro Safina ("Sarai Qui"), e o rock superstar Paul Stanley do Kiss ("I Will Be With You").

Outro destaque é "Running", música da International Association of Athletics Federation Green Project Charity, que Sarah realizou em suas cerimônias de abertura dos campeonatos em Osaka, no Japão.

FaixasEditar

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Gothica (Instrumental)"    1:20
2. "Fleurs du Mal"    4:10
3. "Symphony"  Stefanie Kloß, Andreas Nowak, Johanns Stolle, Thomas Stolle, Grant Black, S. Brightman 4:47
4. "Canto della Terra" (com Andrea Bocelli)Francesco Sartori, Lucio Quarantotto 3:59
5. "Sanvean"  Andrew Claxton, Lisa Gerrard 3:50
6. "I Will Be With You (Where The Lost Ones Go)" (com Paul Stanley)Espen Lind, Magnus Rostandmo, Amund Bjorklund 4:31
7. "Schwere Träume"  S. Brightman, Hirschburger, Peterson, Michael Soltau 3:22
8. "Sarai Qui" (com Alessandro Safina)Diane Warren, Michelangelo LaBionda 3:56
9. "Storia D'Amore"  S. Brightman, P. Cordel, LaBionda 4:03
10. "Let It Rain"  Carsten Heusmann, Hirschburger, Peterson 4:17
11. "Attesa"  Pietro Mascagni, Chiara Ferrau 4:26
12. "Pasión" (com Fernando Lima)Jorge Avendaño Lührs 5:14
13. "Running"  S. Brightman, Hirschburger, Peterson 6:09
Duração total:
54:10

Músicas CoversEditar

O álbum apresenta uma série de covers, incluindo "Where The Lost Ones Go" (sob o título "I Will Be With You"), originalmente pela cantora norueguesa Sissel Kyrkjebø e a canção "Symphonie" (na sua versão Inglês, "Symphony "), a partir do qual o álbum empresta seu nome, originalmente por Silbermond. "Schwere Träume" é uma adaptação do Quarto Movimento da Quinta Sinfonia de Gustav Mahler. "Sanvean" é uma canção cantada originalmente por Lisa Gerrard com o grupo Dead Can Dance. O dueto com Andrea Bocelli, "Canto Della Terra ", é mais uma vez, como "Con Te Partirò", um cover/dueto de uma das canções de Bocelli, de seu álbum "Sogno". "Sarai Qui" é uma tradução italiana "There You'll Be" de Faith Hill, enquanto "Attesa" é uma adaptação do Intermezzo Sinfônico da Cavalleria Rusticana de Pietro Mascagni. A única versão de "Running" também inclui um pedaço de "Júpiter", de Gustav Holst Os Planetas.

SinglesEditar

Faixas BonusEditar

  • "Sarahbande" [Edição Européia] - Anteriormente lançada no Harem.
  • "Forbidden Colours" [Edição Japonesa] - Anteriormente lançada no The Harem Tour CD, que não era vendido nas lojas (A inclusão desta canção originalmente era no La Luna).
  • "I Will Be With You [Where The Lost Ones Go]" - [Participando Andrzej Lampert] [Edição Polonesa] - Como a versão do álbum, mas com novos vocais masculinos (foi a primeira vez que Sarah Brightman concordou em gravar uma faixa bônus com um artista local - esta versão da música está disponível como música de fundo no site do IME da Polónia).
  • "I Will Be With You [Where The Lost Ones Go]" - [Participando Sergey Penkin] [Edição Russa] - Esta versão com Sergey Penkin está em inglês e russo.
  • "Fleurs Du Mal:Reprise" - Uma faixa escondida no final da faixa 13 na América do Norte e no final da faixa 14 no Japão e na Europa e no final da faixa 15 na edição da Polônia e Rússia).

Arte do álbumEditar

A arte de fotos do álbum Symphony, de Brightman em vestuário e arredores gótico, foi baseada no conceito de arte a partir de Guild Wars por Daniel Dociu.

DivulgaçãoEditar

Na NBC, nos Estados Unidos, Sarah Brightman cantou várias músicas do álbum, na Progressive Fashion on Ice em forma de show em 20 de janeiro de 2008. Outras aparições na televisão americana incluiu The Early Show (CBS), The View (ABC), Marta e Fox & Friends.

Na promoção do Reino Unido para o álbum incluía Brightman aparecendo na Saturday Kitchen and Ready Steady Cook com Lesley Garrett. Outras aparições na televisão do Reino Unido para o álbum incluía, , Channel 4's The Paul O'Grady Show, ITV's Loose Women, cinco vezes na The Wright Stuff e the BBC News. Brightman também apareceu na rádio Classic FM e no show de Jonathan Ross na BBC Radio 2.

Em torno deste tempo Brightman apareceu no Juno Awards no Canadá de 2008 e mais tarde ela apareceu no Classical Brit Awards 2008 no Reino Unido em maio.

Symphony LiveEditar

Um concerto especial PBS foi filmado em 16 de janeiro de 2008 na Catedral Stephansdom, em Viena. Este foi posteriormente apresentado em estações de PBS, que estreou em 4 de fevereiro. Uma versão do show está disponível em DVD e na PBS o lançamento mundial do DVD e CD ao vivo foi em 10 de março, 2009.

Chart performanceEditar

O álbum recebeu um conjunto notável de elogios gráfico em todo o mundo, incluindo uma estréia espetacular no Billboard 200 álbum gráfico EUA em 13 (recorde Brightman é maior nas paradas dos EUA), mas posteriormente fracassou nas paradas norte-americano. Ele bateu o número um nas paradas internacionais México e os EUA Billboard Chart Clássica, os cinco primeiros no Japão e no Canadá e dez em toda a Europa..[1] Nos EUA o álbum vendeu 32.033 cópias na primeira semana, de acordo com a Nielsen Soundscan.[2]

ChartsEditar

Ver TambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Sarah Brightman scores highest charting album in over a decade». EMI press releases, news. 6 de fevereiro de 2008. Consultado em 9 de abril de 2008. Cópia arquivada em 2 de agosto de 2008 
  2. a b c d e f «Sarah Brightman's New CD, Symphony is Soprano's Highest U.S. Chart Debut». PR Newswire. 6 de fevereiro de 2008. Consultado em 9 de abril de 2008. Arquivado do original em 30 de agosto de 2013 
  3. [http: // www . ukmix.org/forums/viewtopic.php?t=33047&highlight=brightman Sarah Brightman's Symphony Shipments in USA... 2008 YTD charts]
  4. (September 2008 Archives) Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in Japan
  5. «Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in Canada». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2010 
  6. «Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in Mexico» (PDF). Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original (PDF) em 9 de junho de 2011 
  7. a b «Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in China». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007 
  8. a b Sarah Brightman's Symphony Certified Platinum in China
  9. «Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in Greece». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 6 de agosto de 2003 
  10. «Cópia arquivada». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 29 de abril de 2008 
  11. «Sarah Brightman's Symphony Certified Gold in Poland». Consultado em 13 de janeiro de 2011. Arquivado do original em 12 de janeiro de 2012 
  12. [http: // www . ukmix.org/forums/viewtopic.php?t=33047&highlight=brightman Sarah Brightman's Symphony Shipments in Brazil]
  Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.