TV-D1 (Test Vehicle Demonstration 1[1]) será um teste de aborto em alta altitude como parte do programa Gaganyaan, com lançamento planejado para fevereiro de 2023.

TV-D1
Descrição
Tipo Protótipo
Missão Teste de aborto
Operador(es) ISRO
Propriedades
Plataforma Protótipo do Gaganyaan
Fabricante Hindustan Aeronautics Limited
Produção
Antecessor TA
Sucessor TV-D2
Missão
Contratante(s) ISRO
Data de lançamento fevereiro de 2023
Veículo de lançamento GLSV L40
Planet - The Noun Project.svg Portal Astronomia

AntecedentesEditar

Em abril de 2022 foi proposto que ambas missões de demonstração utilizem um módulo despressurizado.[2] No dia 10 de agosto de 2022 a ISRO realizou um teste de ignição segurada do Sistema de Escape.[3] A coifa do módulo de o motor de aborto em alta altitude foi entregue pela Hindustan Aeronautics Limited no dia 18 de agosto de 2022.[4]

Em 13 outubro o teste foi adiado para janeiro de 2023[5] e no dia 28 de outubro foi adiado para fevereiro de 2023.[6] Em dezembro de 2022, foi concluído com sucesso o teste de qualificação estrutural para a Coifa do Módulo Tripulado com Grid Fins para a configuração do TV-D1.[7] No dia 5 de janeiro de 2023 foi anunciado que seis voos experimentais serão realizados entre 2023-2024, com o primeiro voo tripulado ocorrendo no fim de 2024.[8]

ObjetivosEditar

Com um foguete baseado no estágio GLSV L40,[9] TV-D1, o primeiro voo de desenvolvimento do programa Gaganyaan,[4] será lançado até 11 km acima do nível do mar, onde um cenário de aborto de alta altitude será iniciado e a cápsula deverá voar até entre 15-16 km de altitude. A missão deverá testar a separação da cápsula do foguete, o desvio da trajetória até uma distância segura e a liberação do paraquedas.[10][4] A cápsula terá a mesma massa que a versão tripulada.[5]

A missão será rastreada pela equipe em Sriharikota.[10][4] Se bem sucedida, a Índia será o quarto país, após a Rússia, Estados Unidos e China, a dominar esta tecnologia.[11]

Gaganyaan 1, o primeiro voo orbital, deverá ocorrer em 2023.[12]

Ver tambémEditar

Referências

BibliografiaEditar