Tabela de partição

Uma partição é um subconjunto de tamanho fixo de uma unidade de disco que é tratada como uma unidade pelo sistema operacional.[1] Uma tabela de partição é uma tabela mantida no disco pelo sistema operacional que descreve as partições daquele disco. Os termos tabela de partição e mapa de partição estão mais comumente associados com a tabela de partição MBR de um Master Boot Record (MBR) em computadores compatíveis com o IBM PC, mas podem ser usados genericamente para se referir a outros "formatos" que dividem uma unidade de disco em partições, como: Tabela de Partição GUID (GPT), Apple partition map (APM)[2] ou BSD disklabel.[3]

As partições podem ser criadas, redimensionadas ou removidas. Isto é chamado de particionamento de disco. É normalmente feito durante a instalação de um sistema operacional, entretanto às vezes é possível realizar mudanças nas partições mesmo após o sistema operacional ter sido instalado.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Frisch, AEleen (2002). Essential System Administration: Tools and Techniques for Linux and Unix Administration. [S.l.]: O'Reilly Media, Inc. 
  2. The pdisk utility for Apple Partition Maps is described as an Apple partition table editor in its man page [1].
  3. A documentação do Solaris sobre disklabels [2] Arquivado em 28 de fevereiro de 2007, no Wayback Machine. usa o termo "tabela de partições".
  Este artigo sobre Armazenamento computacional é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.