Tensão de ruptura

A tensão de Ruptura é a tensão máxima da curva de tensão nominal (MPa) - extensão nominal (mm). Se ocorrer no corpo de prova (provete) um decréscimo na área da secção reta (estricção), o posterior aumento da extensão provoca uma diminuição da tensão nominal até ocorrer a fratura, já que a tensão nominal é determinada em relação à área inicial da secção reta do provete. Quanto mais ductil for o metal, maior será a estricção que precede a fratura e, por isso, maior será o decréscimo da tensão para além da tensão máxima.

Tensão de ruptura ou tensão zener é a tensão máxima reversa que pode ser aplicado em um diodo antes que ele possa conduzir reversamente.

Vrrm = Tensão de ruptura

Vrrm = Tensão inversa/reversa de pico máxima

BibliografiaEditar

Willian F. Smith, Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais, 3º Ed., Mc Graw-Hill.

  Este artigo sobre engenharia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.