Thérèse Raquin (personagem)

Thérèse Raquin é a personagem fictícia principal do romance Thérèse Raquin, criada por Émile Zola e é notável por ser a personagem inaugural e padrão do naturalismo. O autor naturalista utilizou Thérèse para demonstrar o darwinismo social, a característica mais importante dessa escola literária.[1]

Thérèse Raquin
Personagem ficcional de Thérèse Raquin
Criado(a) por Émile Zola
Descrição ficcional
Sexo Feminino
Origem  França
Características Ninfomaníaca e assassina
Inimigo(s) Madame Raquin

Raquin é a primeira personagem literária que confirma a afirmação de que "o homem é fruto do meio onde vive" e na obra, ela se casa com Camille Raquin, mas é seduzida por outros homens que a manipulam para trair Camille. Thérèse, portanto, deseja sempre realizar outros fetiches e para se livrar do companheiro, assassina-o a fim de poder se relacionar livremente com outro homem e concluir seus desejos sexuais.

ApariçõesEditar

Referências

  1. «Thérèse Raquin et sa préface: I'aveugle perspecticé». Allée du Parc de Brabois (em francês). Centenaire des Rougon-Montaine. Consultado em 2 de março de 2015. Arquivado do original em 25 de fevereiro de 2015