Abrir menu principal

The Crazy World of Arthur Brown

banda musical
The Crazy World of Arthur Brown
Informação geral
Origem Londres, Inglaterra, Reino Unido
País  Reino Unido
Gênero(s) Rock psicodélico
Shock rock
Proto-punk
Período em atividade 1967 - 1970/2000 - atualmente
Gravadora(s) Voiceprint Records, Track Records, Zoho Music
Afiliação(ões) Atomic Rooster, Emerson, Lake & Palmer, Khan, Kingdom Come
Integrantes Arthur Brown, Malcolm Dick
Ex-integrantes Sean Nicholas Greenwood, Vincent Crane, Drachen Theaker, Carl Palmer, Jeff Cutler, Dick Heninghem, Pete Solley

The Crazy World of Arthur Brown é uma banda inglesa de rock psicodélico formada pelo vocalista Arthur Brown em 1967. A banda incluía inicialmente Vincent Crane (órgão e piano), Drachen Theaker (bateria) e Nick Greenwood (baixo). Sua canção "Fire" (lançada em 1968 como single) vendeu um milhão de cópias, ganhando assim o disco de ouro.[1]


HistóriaEditar

Brown rapidamente ganhou reputação pelas performances chocantes, que incluía o uso de um capacete de metal que pegava fogo, que o levou a acidentes ocasionais, como por exemplo durante sua rápida apresentação no Windsor Festival em 1967, onde ele usava uma peneira na cabeça embebida em metanol. O combustível derramado sobre sua cabeça por acidente, fez a peneira pegar fogo, mas dois espectadores apagaram as chamas, derramando cerveja sobre a cabeça de Brown, evitando qualquer lesão grave.[2][ligação inativa] A cabeça em chamas se tornou a marca pessoal de Arthur Brown.

Ocasionalmente, ele também se despe durante as performances, mais notadamente na Itália, onde ficou nu após ter tido fogo nos cabelos, sendo preso e deportado.[3] Ele também usava maquiagens pesadas extremas ao vivo, que mais adiante influenciou bandas como Alice Cooper, Kiss e Marilyn Manson.

Ficheiro:Arthur Brown Fire.png
Arthur Brown em 1968 usando seu capacete em chamas.

Em 1968, seu debut álbum, The Crazy World of Arthur Brown tornou-se um hit em ambos os lados do Atlântico. Produzido pelo empresário do The Who Kit Lambert, e com produção executiva de Pete Townshend pela Track Records, o selo começou por Lambert e Chris Stamp, que lançaram também o hit single, "Fire", e continha uma cover para "I Put a Spell on You" de Screaming Jay Hawkins, outro similar showman bizarro. "Fire" vendeu mais de um milhão de cópias, ganhando o disco de ouro.[1] A canção começava com a seguinte frase dita por Brown: "Eu sou o deus do fogo dos infernos e trouxe para você..." Foi sampleado por inúmeros, mais notavelmente pelo hino de rave do The Prodigy, "Fire".

As performances incendiárias de Arthur Brown às vezes causavam problemas, tendo sido dispensando de continuar a turnê com Jimi Hendrix. Em uma turnê, Brown esperava até o pôr do sol, quando sua banda tocaria, e para isso ele tinha um guincho para baixá-lo ao meio do palco por cima, vestindo um terno e um capacete de metal. Partes do traje foram completamente acesos com fluido de isqueiro e foguetes. No devido tempo, Brown criou uma percepção de que ele estava prestes a incendiar o palco, levando alguns organizadores dos concertos a exigir que ele depositasse uma quantia a eles, se não pudesse provar que estava adequadamente seguro contra incêndio incontrolável e danos pelo fogo.

Theaker foi substituído por causa de sua aerofobia em 1968 pelo baterista Carl Palmer (mais tarde baterista do Atomic Rooster e Emerson, Lake & Palmer), para a segunda turnê americana da banda em 1969, com o tecladista Vincent Crane (também canhoto) - mas que retornou logo.[4]

Com a formação praticamente dissolvida durante a turnê americana em junho de 1969. Crane e Palmer saíram e formaram o Atomic Rooster, Greenwood juntou-se ao Khan[5] (como Nick Greenwood), Theaker entrou para o Love e Brown formou o Kingdom Come.

A banda foi reformada em 2000 e lançou o álbum Tantric Lover.

DiscografiaEditar

SinglesEditar

  • 1967: "Devil's Grip" / "Give Him a Flower" (Track 604008 UK)
  • 1968: "Fire" / "Rest Cure" (Track 604022 UK), (Atlantic 2556 US)
  • 1968: "Nightmare" / "Music Man" (aka "What's Happening") (Track 604026 UK)
  • 1968: "I Put a Spell on You" / "Nightmare" (Track 2582 US)

Studio AlbumsEditar

Live albumsEditar

  • 1993 – Order From Chaos
  • 2011 – The Crazy World of Arthur Brown Live At High Voltage (somente lançado em vinil, edição limitada de 1000 cópias, gravado no High Voltage Festival)


Veja tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. a b Murrells, Joseph (1978). The Book of Golden Discs 2nd ed. London: Barrie and Jenkins Ltd. p. 236. ISBN 0-214-20512-6  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "The Book of Golden Discs" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  2. Peisner, David (fevereiro de 2007). «Rock Stars Who've Caught Fire Onstage!». Blender Magazine Online. Consultado em 27 de fevereiro de 2007 
  3. Marshall, Polly. «The God Of Hellfire, the Crazy Life and Times of Arthur Brown». SAF Publishing. ISBN 0-946719-77-2 
  4. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Larkin
  5. «Nicholas Greenwood». Prog Archives. Consultado em 31 de maio de 2008 
  6. «The Crazy World of Arthur Brown - Music Biography, Credits and Discography». AllMusic. Consultado em 9 de novembro de 2012