Abrir menu principal

The End of History and the Last Man

The End of History and the Last Man (em português, O fim da história e o último homem[1]) é um livro publicado em 1992 por Francis Fukuyama, expandindo seu artigo The End of History?[2], publicado no jornal de política internacional The National Interest. No livro, Fukuyama argumenta que o advento da Democracia liberal ocidental seria o ponto final da evolução sociocultural humana e a forma final do governo humano. O título é uma referência a uma teoria de Hegel, o Fim da história[3], que influenciou Fukuyama sobretudo através de Alexandre Kojève.

Referências

  1. FUKUYAMA, Francis. O fim da história e o último homem. Tradução de Aulyde S. Rodrigues. Rio de Janeiro: Rocco, 1992.
  2. The End of History?, em inglês.
  3. ANDERSON, Perry. O fim da história - de Hegel a Fukuyama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1992.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.