Abrir menu principal

Tolerância medicamentosa é a diminuição do efeito de uma medicação por exposição excessiva do paciente ao seu princípio ativo. Traduz-se, na prática, pelo uso de dosagens cada vez maiores do mesmo medicamento para se obter os mesmos resultados comumente relacionados às dosagens padrão.[1]

A redução na resposta do paciente à medicação está normalmente relacionada ao uso frequente e regular da mesma a ponto da escala e natureza do consumo da medicação poder ser classificada como vício.

Ver tambémEditar

Notas e referências

  1. Portal Farmácia. «Farmacodinâmica: Seletividade da Ação dos Medicamentos». Consultado em 6 de agosto de 2009 
  Este artigo sobre farmácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.