Abrir menu principal

O desastre de Le Mans em 1955 foi um acidente durante a corrida automobilística 24 Horas de Le Mans, em 11 de junho de 1955. Os carros envolvidos no acidente atingiram vários espectadores, matando 84 deles, além do piloto francês Pierre Levegh. É considerado como o pior acidente da história do automobilismo.[1]

Índice

O acidenteEditar

 
Esquema gráfico do acidente.

Quando Mike Hawthorn se dirigia aos boxes com seu Jaguar, quase colide com o Austin-Healey de Lance Macklin, que para o evitar desviou para a esquerda sendo atingido pelo Mercedes do piloto francês Pierre Levegh, que vinha logo atrás.

Ocorreu então, um grande estrondo, com o carro de Levegh passando por cima de Macklin, batendo na barreira e começando a pegar fogo. O francês morreu na hora e pedaços do carro dele voaram sobre o público. Entre as principais causas, foi constatado que várias partes do carro de Levegh eram feitas de magnésio, o que teria facilitado o incêndio. Entretanto, a direção de prova não interrompeu a prova, vencida por Hawthorn e Ivor Bueb.

Como resultado do acidente, houve as mortes de Pierre Levegh e mais 83 espectadores, sendo este o pior acidente já registrado na história do automobilismo.

ConsequênciasEditar

  • A equipe Mercedes venceu a corrida, com Stirling Moss e Juan Manuel Fangio, mas cedeu a vitória a Mike Hawthorn e Ivor Bueb, anunciando posteriormente sua retirada de Le Mans;
  • A própria Mercedes retirou-se do automobilismo após o acidente, só retornando em 1989.[2]
  • O automobilismo foi proibido Ad Aeternum na Suíça devido a esse acidente, sendo rejeitadas propostas para sua autorização em 2009. França, Espanha e Alemanha também seguiram o exemplo suíço e impediram a realização de provas de automobilismo em seus territórios, mas tal decisão seria revogada anos mais tarde. Em 2015, no entanto, uma mudança na lei abriu caminho para a realização de corridas com carros elétricos.[3]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «1955: Le Mans disaster claims 77 lives». BBC. Consultado em 22 de julho de 2019 
  2. «24 Heures du Mans». Mini Werner. Consultado em 22 de julho de 2019 
  3. «Suíça voltará a receber uma corrida de carros após 64 anos». Extra Globo. 22 de setembro de 2017. Consultado em 22 de julho de 2019 

Ligações externasEditar