Abrir menu principal

Tragédia de Porto Saíde

(Redirecionado de Tragédia de Port Said)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2019). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

A tragédia de Porto Saíde ocorreu no dia 1 de fevereiro de 2012, após um jogo entre o Al-Masry e o Al-Ahly no Estádio de Porto Saíde em Porto Saíde, no nordeste do Egito. Pelo menos 79 pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas depois de milhares de torcedores invadirem o campo após a vitória de Al-Masry por 3-1.[2][3][4][5][6][4] O ministro da saúde Hesham Sheiha disse que o acontecimento era "o maior desastre da história do futebol egípcio".[7]

Tragédia de Porto Saíde
Período 1 de fevereiro de 2012
Local Estádio de Porto Saíde, Porto Saíde, Egito
Fatalidades e feridos relatados
79 mortos[1]
+1,000 feridos[2]

O atacante Fábio Júnior dos Santos saiu ileso[8] e o técnico Manuel José de Jesus levou socos e pontapés.[9]

ReaçõesEditar

Após o desastre, o Parlamento apelou para uma sessão de emergência a ser realizada em 2 de fevereiro de 2012 para discutir uma resposta ao desastre.[6][10] Partidas pela 2011–12 Egyptian Premier League foram imediatamente suspensas por tempo indeterminado após o desastre.[11][6][12]

PartidaEditar

1 de fevereiro de 2012 Al-Masry 3–1 Al-Ahly Estádio de Porto Saíde, Porto Saíde
22:30 (UTC+2)
Zakaria   72',   83'
Cissé   90+2'
Súmula Fábio Júnior   11'

Ver tambémEditar

Referências

  1. The Guardian (1 de fevereiro de 2012). «Egypt football pitch invasion leaves dozens dead». Guardian Media Group. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  2. a b Fahmy, Mohamed Fadel; Lee, Ian (2 de fevereiro de 2012). «Anger flares in Egypt after 79 die in soccer riot». CNN. Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  3. GloboEsporte.com (1 de fevereiro de 2012). «Distúrbios em jogo de futebol deixam dezenas de mortos no Egito». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. a b iG (1 de fevereiro de 2012). «Invasão de campo mata ao menos 70 e fere milhares no Egito». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Egypt football violence leaves many dead in Port Said» (em inglês). BBC News Online. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  6. a b c Kirkpatrick, David (1 de fevereiro de 2012). «More than 70 killed in Egyptian soccer mayhem». The New York Times. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  7. VEJA (1 de fevereiro de 2012). «Tumulto em jogo no Egito deixa pelo menos 74 mortos». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Após violência, Fábio Júnior diz que 'futebol no Egito pode acabar'». SporTV News. Globo.com. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  9. «"Levei socos e pontapés mas agora estou bem"». O Jogo. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 6 de fevereiro de 2012 
  10. «73 dead in violence at Egyptian football match». RTE News. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  11. iG (1 de fevereiro de 2012). «Campeonato Egípcio é suspenso por tempo indeterminado após massacre». Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  12. «At least 70 people dead after fire and riot at Egyptian football match». Daily Telegraph. 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 1 de fevereiro de 2012 
  Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.