Abrir menu principal

Transferência da soberania de Hong Kong

O Reino Unido adquiriu a Ilha de Hong Kong em 1842, a Península de Kowloon em 1860 e o arrendamento dos Novos Territórios em 1898.

A transferência da soberania de Hong Kong, também conhecida como "o retorno" na China continental, foi a transferência de Hong Kong do Reino Unido para a China em uma cerimônia em 30 de junho de 1997. O território de Hong Kong compreendia a Ilha de Hong Kong e a Península de Kowloon, que foram cedidas à Grã-Bretanha em 1842 e 1860, respectivamente, e os Novos Territórios, que foram arrendados por 99 anos em 1898. O retrocesso da Ilha de Hong Kong e Kowloon ao domínio chinês foi realizado para coincidir com a expiração do contrato de arrendamento dos Novos Territórios à meia-noite de 30 de junho. O evento marcante marcou o fim do domínio britânico em Hong Kong e é considerado por alguns como o fim do Império Britânico.[1][2]

Índice

Declaração Sino-BritânicaEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Strong Borders, Secure Nation: Cooperation and Conflict in China's Territorial Disputes, M. Taylor Fravel, Princeton University Press, 2008, page 224
  2. Hong Kong's Journey to Reunification: Memoirs of Sze-yuen Chung, Sze Yuen Chung, Chinese University Press, 2001, page 123

Ligações externasEditar