Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O tratado, hoje integrante do acervo dos Arquivos Nacionais

O Tratado de Campoformio ou Campo Formio foi um tratado assinado entre Francisco II, imperador romano-germânico e a República Francesa, vitoriosa ao final da campanha contra a Primeira Coligação, a 17 de outubro de 1797. Os signatários das duas partes foram o conde Philipp von Cobenzl pela monarquia austríaca e Napoleão Bonaparte pela república francesa.

Pelos seus termos, a Áustria renunciava a uma grande parte do Norte da Itália (a República Cisalpina) e comprometia-se a ceder à França, pelo Congresso de Rastatt, as terras do Império à margem esquerda do rio Reno. Pelo sexto artigo secreto do tratado, a Áustria entregava à França todos os seus territórios situados entre Bernau (comuna de Leibstadt) e Basileia, constituindo essencialmente o Fricktal, a ser incorporado à futura República Helvética. Toda a liberdade foi deixada à França para intervir na Suíça, visando a derrubar ali o Antigo Regime. A 14 de dezembro de 1797 iniciou-se a invasão francesa; a parte meridional do bispado de Basileia, compreendida na neutralidade suíça, foi ocupada.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar