Tratado de Whitehall

O Tratado de Whitehall (ou Tratado da Neutralidade Americana[1]) foi um tratado assinado por Luís XIV de França e James II de Inglaterra em novembro de 1686 e foi um acordo para que o conflito continental não afetasse a paz e a neutralidade na Nova França e na Nova Inglaterra. O tratado estipulava que "embora os dois países estivessem em guerra na Europa, as suas colónias na América deveriam continuar em paz e neutralidade."[2] O tratado proibia designadamente cada nação de pescar ou fazer comércio no território da outra, e também proibia cada estado de ajudar tribos ameríndias que estivessem em guerra contra o outro.[3]

O tratado teve curta duração, e foi quebrado pelo rebentamento da Guerra do Rei Guilherme em 1689, a primeira das guerras franco-índias.

Referências

  1. Faragher (2005), pp. 79-81.
  2. Daugherty, J.E. (janeiro de 1983). «The Colonial Struggle for Acadia, The Initial Phase: 1686–1713». Maritime Indian Treaties In Historical Perspective. Department of Indian and Northern Affairs Canada, Governo do Canadá. Consultado em 1 de dezembro de 2007 
  3. Doyle (1907), p. 180.

BibliografiaEditar