Abrir menu principal

Tubo de Willians é um tipo de memória para computadores criada por Sir Frederick Williams no ano de 1947 na Universidade inglesa de Manchester [1]

Tipos de memória de computador
Memórias voláteis
Memórias não voláteis
O tubo de Willians

DescriçãoEditar

Os primeiros computadores utilizavam este tipo memórias de tubos de raios catódicos, e também as memórias de linha de retardo (um tubo de aproximadamente 150 cm de comprimento contendo mercúrio e com um cristal de quartzo em cada ponta; os dados que seriam armazenados passavam pelo mercúrio na forma de vibrações mecânicas e eram reconvertidos na outra ponta) e as de díodo-capacitor.[1]

Referências

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.