Turma do Lambe-Lambe

A Turma do Lambe-Lambe é um grupo de personagens infantis criados pelo cartunista brasileiro Daniel Azulay.[1]

Os personagens consistiam em um grupo de animais falantes com crianças humanas circenses. A turma foi originalmente criados em 1975, mas no ano seguinte estrearam na televisão pela TV Educativa (atual TV Brasil) em um programa infantil próprio, a princípio apenas para o Rio de Janeiro, mas depois alcançado rede nacional pela Rede Bandeirantes ficando no ar até 1986. O programa rendeu tanto sucesso que em seu período de transmissão derivou tirinhas de jornal, revistas de histórias em quadrinhos e também um LP.

PersonagensEditar

  • Pita - Um garoto vindo de um circo que sonha em poder ser um grande mágico.
  • Piparote - Amigo de Pita que trabalha como domador de leões do circo.
  • Ritinha - Namorada de Piparote.
  • Damiana - Namorada de Pita.
  • Tristinho - Um palhaço Pierrô que trabalha no Circo Lambe-Lambe.
  • Professor Pirajá - Um cientista coruja responsável por criar vários inventos.
  • Xicória - Uma galinha cozinheira assistente do Professor Pirajá (com a voz da veterana atriz Selma Lopes) [2] [3]
  • Gilda - Uma vaca cantora amiga de Xicória.
  • Bufunfa - Um elefante namorado de Gilda.

TelevisãoEditar

A Turma do Lambe Lambe esteve no ar durante 10 anos, primeiro na antiga TVE e depois na Rede Bandeirantes, sempre apresentada por Daniel Azulay, que mostrou o mundo do desenho e da arte para milhares de crianças em todo o Brasil. Nesse programa, os personagens eram interpretados por atores, mas o Bufunfa nunca apareceu no elenco.

A volta à Televisão aconteceu em 1996, com o programa Oficina de Desenho Daniel Azulay na Band, que tinha vários quadros com a Turma do Lambe Lambe e introduziu também o personagem Azulinho, a versão da Emília de Monteiro Lobato, de Daniel Azulay.

Entre 2003 e 2004 foi ao ar no Canal Futura o programa Azuela do Azulay, que contou com algumas aparições dos personagens. Entre 2006 e 2007 foi lançada uma série de mini-curtas em animação para a TV Rá-Tim-Bum.

Histórias em quadrinhosEditar

Antes da criação da Turma do Lambe-Lambe, Piparote e Pita haviam sido criados e protagonizado tirinhas de jornal no final dos anos 60. Piparote (sob o nome de Piparoti) teve suas tirinhas publicadas entre Dezembro de 1968 e Março de 1969 pelos jornais Correio da Manhã e Última Hora. Pita teve suas tirinhas publicadas entre 1969 e 1970 pelo jornal Correio da Manhã. Em ambas as séries os personagens eram originalmente bem diferentes de suas contrapartes da Turma do Lambe-Lambe.

Em 1979 a personagem Gilda teve sua própria série de tirinhas publicadas pelo jornal Última Hora no Rio de Janeiro. Em 1980 tirinhas do "Circo Lambe-Lambe" foram publicadas pelo Jornal do Brasil.

De 1982 até 1984 foi publicada a revista da Turma do Lambe Lambe pela Editora Abril que durou 20 edições, eles nunca tiveram republicações e por isso se tornaram raros. Esses quadrinhos foram desenhados pela equipe de artistas da Editora Abril que também eram responsáveis por desenhar os quadrinhos do Zé Carioca, o que acabou fazendo o design de alguns personagens como Piparote e Ritinha mudar. Em 2015, a Ediouro lançou o Almanaque da Turma do Lambe-Lambe, em comemoração aos 40 anos da franquia.[4]

Referências

  1. Thais Britto (26 de outubro de 2013). «Apresentador do 'Turma do Lambe-lambe' Azulay acorda com o 'Bom Dia Brasil' e é fã de Manoel Carlos». O Globo 
  2. «Dublagem Brasileira - Notícias». Dublagem Brasileira. Consultado em 27 de março de 2020 
  3. «Oficina de Atores - SAIBA MAIS SOBRE SELMA LOPES». Oficina de Atores. Consultado em 5 de abril de 2020 
  4. «'Turma do Lambe-Lambe' está de volta para a criançada». Jornal de Jundiaí. 18 de junho de 2015. Arquivado do original em 19 de novembro de 2015 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) personagem de Banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.