Abrir menu principal
U-j
Tumba de Escorpião I
Localização Umel Caabe, Abidos
Descoberta em Günter Dreyer
Escavada por 1988

U-j é uma tumba pré-dinástica do Antigo Egito, especificamente de Nacada IIIa (3300–3200 a.C.), escavada em 1988 por Günter Dreyer e sua equipe alemã na necrópole de Umel Caabe, em Abidos. Consiste numa tumba subterrânea de 12 câmaras, originalmente coberta com madeira, esteiras e tijolos.[1] Sua subestrutura foi construída em duas fases: originalmente media cerca de 10x20 côvados e era formada pela câmara funerária W (U-j 1) e os nove depósitos E (U-j 2-10); num período posterior, as duas câmaras S (U-j 11-12) foram adicionadas e chegou a medir 10x16 côvados.[2] Por haver vasos com inscrições com o hieróglifo do escorpião se convencionou chamar seu dono de Escorpião I,[1] um importante governante local de Tinis da dinastia 00.[2]

Apesar de ter sido saqueada na Antiguidade, seu espólio era rico: cerca de 700 vasos importados do sul da Palestina, milhares de potes de vinho e cerveja (muitos frascos de cabo ondulado são inscritos com sinais pintados), um cetro Hecá (no canto N da câmara), dezenas de rótulos de osso/marfim com inscrições curtas (primeiras evidências de hieróglifos), alguns artefatos finos (tigela de mão de obsidiana, pedaços de móveis, marfins muito fragmentados com relevos de animais).[2]

Referências

  1. a b Shaw 1995, p. 254.
  2. a b c Raffaele 2004.

BibliografiaEditar

  • Shaw, Ian; Nicholson, Paul (1995). «Scorpion (c. 3150 BC)». In: Harry N. Abrams. The Dictionary of Ancient Egypt (em inglês). Nova Iorque: Princeton University Press. ISBN 0810932253