Abrir menu principal

Ultra-alta definição

formato de vídeo digital, superior à alta definição em número de píxeis
(Redirecionado de UHDTV)
Resolução UHDTV mostrada em comparação com outros formatos digitais de vídeo

Ultra-alta definição (em inglês: ultra-high-definition, UHDTV, Ultra High Definition Video, UHDV) é um formato de vídeo digital proposto pela NHK do Japão. Isto inclui 4K UHD (2160p) e 8K (4320p), que são dois formatos de vídeo digital feitos pela NHK Science & Technology Research Laboratories e definido e aprovado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT). E também existe o 10K UHD (4320p com mais linhas verticais), que é um novo formato que tem 10240×4320 pixels.

São as resoluções limites para um televisor doméstico, devido as limitações do olho humano.[1][2]

Especificações gerais:

  • Resolução: 7,680 × 4,320 pixels (16:9) (aproximadamente 33 megapixels)
  • Taxa de atualização: 60 fps.
  • Áudio: 22.2 canais
    • 9 — acima do nível do ouvido
    • 10 — no nível de ouvido
    • 3 — abaixo do nível do ouvido
    • 2 — efeitos de baixa frequência
  • Largura de banda: frequência de banda de 21 GHz
    • 600 MHz, 500~6600 Mbit/s largura de banda


Tecnologia experimentalEditar

Por este formato ser altamente experimental, o laboratório da NHK precisou construir seu protótipo desde o rascunho. Para a demonstração do sistema, em Setembro de 2003, foi utilizado um conjunto de 16 gravadores de vídeo HD na captação do teste, de 18 minutos de duração.

A câmera em si foi construída com quatro CCDs de 2.5 polegadas (64mm) com resolução combinada de apenas 3840 × 2048. Eles então reorganizaram as trocas de pixel para trazer a resolução de 7680 × 4320.[3]

DemonstraçõesEditar

O sistema foi demonstrado na Expo 2005, Aichi, Japão, no NAB 2006, na conferencia NAB 2007, Las Vegas, e na IBC 2006, Amsterdam, Países Baixos. Uma análise da demonstração da NAB 2006 foi publicada num e-newsletter de Engenharia de Transmissão.[4]

Em Novembro de 2005, a NHK demonstrou ao vivo a exibição em Ultra Hi-Vision (UHDV) de uma programa, através de uma rede de fibra óptica, a uma distância de 260 km. Usando dense wavelength division multiplex (DWDM), 24 gigabits de velocidade foram alcançados com 16 sinais de diferentes comprimentos de onda.

2014Editar

Lançado na CES em 2014, o protótipo com a resolução resolução 8K não impressionou quem já estava acostumado com o 4K. Por outro lado, foi destacado por não deixar nenhum pixel aparente.[5] No dia 28 de junho, a operadora de Tv por assinatura NET, fez o primeiro teste "aberto" da tecnologia no Brasil, através de um canal específico no seu sistema HD.[6][7][8]

Referências

  1. «Com resolução até 16 vezes maior que Full HD, novas TVs desafiam olho humano» (em inglês). Tecnologia.uol. Consultado em 2 de agosto de 2014 
  2. «Resolução 4K faz diferença para o olho humano?». OlharDigital.com. Consultado em 2 de agosto de 2014 
  3. Just Like High-Definition TV, but With Higher Definition, NYTimes.com
  4. «NewsLetters» (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2014 
  5. «Esqueça a resolução 4K: Samsung exibe protótipo de TV 8K na CES 2014». TecMundo. Consultado em 9 de janeiro de 2014 
  6. «Site Oficial da Net Ultra HD». Site Oficial Ultra HD NET 
  7. «Vivo TV e Net farão transmissões da Copa em4K». RevistaHomeTheater. Consultado em 26 de junho de 2014 
  8. «SporTV e Oi: Copa em 4K - Notícias». Baguete. Consultado em 26 de junho de 2014 

Ligações externasEditar