Abrir menu principal
Serviço de Ação Anti-Minas das Nações Unidas
United Nations Mine Action Service
UNMAS Logo 2013.png
Tipo serviço especializado da ONU
Fundação outubro de 1997
Propósito remoção de minas terrestres, educação para prevenção de riscos e assistência a vítimas de minas
Sede Nações Unidas, Nova York
Filiação Departamento de Operações de Manutenção da Paz / Escritório de Estado de Direito e Instituições de Segurança[1]
Sítio oficial www.unmas.org

O Serviço de Ação Anti-Minas das Nações Unidas (UNMAS, do inglês United Nations Mine Action Service), ligado ao Departamento de Operações de Manutenção da Paz,[2] é a unidade responsável por assegurar uma resposta efetiva, proativa e coordenada das Nações Unidas ao problema das minas terrestres e explosivos remanescentes de guerra. Atua em colaboração com 13 outros departamentos, agências, fundos e programas da ONU.

O UNMAS estabelece e gerencia centros de coordenação de ações anti-minas nos países afetados pelo problema, planeja e dirige operações, mobiliza recursos e estabelece prioridades nos países e territórios em que atua. Atualmente o UNMAS é dirigido por Agnès Marcaillou. Segundo ela, a ação anti-minas abrange todas as minas, munições de fragmentação, resíduos explosivos de guerra, bem como munições e Dispositivos Explosivos Improvisados (IEDs), um conceito adotado pela nova Estratégia de Ação de Minas da ONU. [3]

As minas terrestres encontram-se disseminadas em 78 países e são remanescentes de conflitos que terminaram há vários anos - às vezes, várias décadas. A cada ano, essas minas matam entre 15.000 e 20.000 pessoas - a maioria civis, principalmente crianças - e mutilam gravemente milhares de outras.[4]

O dia 4 de abril é o dia internacional de informação sobre o perigo das minas e de assistência a vítimas de minas.[5]

Referências

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre a ONU é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


  Este artigo sobre ajuda humanitária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.