Universal cultural

Um universal cultural (também chamado de universal antropológico ou universal humano) é um elemento, padrão, traço ou instituição comum a todas as culturas humanas conhecidas em todo o mundo. Em conjunto, todo o corpo dos universais culturais é conhecido como a condição humana. Os psicólogos evolucionistas sustentam que comportamentos ou características que ocorrem universalmente em todas as culturas são bons candidatos para adaptações evolutivas.[1] Alguns teóricos antropológicos e sociológicos que adotam uma perspectiva relativista cultural podem negar a existência de universais culturais: até que ponto esses universais são "culturais" no sentido estrito, ou de fato comportamento herdado biologicamente, é uma questão de "natureza versus criação". Estudiosos proeminentes no tópico incluem Emile Durkheim, George Murdock, Claude Lévi-Strauss, Donald Brown.

Lista de Donald Brown em universais humanosEditar

Em seu livro Human Universals (1991), Donald Brown define os universais humanos como compreendendo "aquelas características da cultura, sociedade, linguagem, comportamento e psique para as quais não há exceção conhecida", fornecendo uma lista de centenas de itens que ele sugere como universais.[2]

Explicações não nativistasEditar

A observação do mesmo comportamento ou de comportamento semelhante em diferentes culturas não prova que sejam o resultado de um mecanismo psicológico subjacente comum. Uma possibilidade é que eles possam ter sido inventados independentemente devido a um problema prático comum. [3]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Schacter, Daniel L, Daniel Wegner and Daniel Gilbert. 2007. Psychology. Worth Publishers. pp. 26–27
  2. Brown, Donald (1991). Human Universals. [S.l.]: Template University Press. ISBN 978-0070082090 
  3. Language: The cultural tool DL Everett - 2012 - Vintage