Usuário(a):Mcgs14/Testes

Cecílio Gomes da SilvaEditar

Cecílio Gomes da Silva (Funchal, Ilha da Madeira, 21 de Março de 1923, — Lisboa, 29 de Novembro de 2005), foi engenheiro silvicultor português ao serviço dos Serviços Florestais, Direção Geral das Florestas , Ministério da Agricultura, durante três décadas entre os anos cinquenta e anos oitenta do século XX. É de sua autoria a primeira carta de risco de incêndios de Portugal [nota 1]

Vida privadaEditar

Nascido no Funchal (freguesia de S.Pedro), filho de José Gomes da Silva e de Maria Capitolina de Sousa e Silva. Concluiu o Curso Geral dos Liceus no Funchal e a licenciatura em Silvicultura no Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa. Tendo começado a trabalhar para os Serviços Florestais na Madeira, pediu poucos anos depois a transferência para o Continente, pelo que a sua carreira foi desempenhada sobretudo no Continente. Casou com Maria do Carmo Silva Coelho Gomes da Silva. O casal teve três filhos. . Residiu a partir do final da década de 1950 em Lisboa, passando as férias em Vila Nova de Poiares, onde o casal tinha propriedades. Faleceu em Lisboa, em 2005.

Vida profissionalEditar

Conforme já referenciado, é de sua autoria a primeira carta de sensibilidade aos fogos (cf nota1) em 1981 , carta que foi utilizada de 1981 até 2001, tendo sido elaborada outra 22 anos depois, publicada em livro em 2003 (Pereira, José Miguel Cardoso, e Santos, Maria Teresa Nobre, Áreas Queimadas e Risco de Incêndio em Portugal, Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Florestas, baseada em fotografias aéreas das áreas queimadas. Na apresentação desta obra, o Eng.º Victor Louro referiu o seguinte a respeito de Cecílio Gomes da Silva:

“[...] A Carta de 1981 [...] foi possível graças ao conhecimento prático acumulado na DGF [Direção Geral das Florestas] (que, na época detinha não só a responsabilidade da vigilância, como a do combate, ao menos nas matas que estavam sob sua gestão, ou seja, as Matas Nacionais e os Baldios). Mas, essencialmente, graças ao conhecimento científico que ali residia. E como as instituições não fazem o trabalho por elas próprias, é de elementar justiça destacar o saber e técnica do Engenheiro Silvicultor Cecílio Gomes da Silva, o grande autor da referida Carta. Com papel vegetal e lápis, sobrepondo sucessivas cartas (climáticas, exposições, demografia e distribuição da vegetação), esse distinto silvicultor produziu um instrumento cartográfico assente nos conceitos disponíveis na época, que se revelou de grande utilidade. Deve-lhe o País este reconhecimento público.[ ..].” [nota 2]

Ainda no âmbito da sua atividade profissional nos Serviços Florestais esteve envolvido e empenhado no cumprimento da primeira Lei dos Baldios de 1976 que devolveu os baldios às comunidades locais.

Em vários artigos publicados, Cecílio Gomes da Silva atribuiu satiricamente o nome de «Portucalipal» [nota 3] a Portugal – pois que considerava que o território do país se ia transformando num imenso «estaleiro» de «talhadia de eucalipto» . Escreveu sobre fogos florestais , relevando as suas causas e sugerindo medidas de prevenção e combate aos mesmos. Procurou por meio de artigos de opinião publicada, defender alternativas à tendência de destruição da floresta nativa portuguesa [nota 4]

O seu artigo «Eu tive um sonho», publicado em 1985, no Diário de Notícias do Funchal, sobre a iminência de enxurradas desastrosas nesta cidade, antecipou o que de facto viria a acontecer no Funchal em 2010.

Depois de se aposentar, para além da escrita, fez o projeto de reflorestação da Quinta da Fonte Santa do Banco de Portugal e acompanhou a sua manutenção técnica até ao seu falecimento em Novembro de 2005.

ReferênciasEditar

Livros publicadosEditar

Cecílio Gomes da Silva (1996),O problema dos altos-chãos da Madeira: Floresta ou pastorícia?, Direção Geral dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira, Coleção Cadernos Madeirenses, 1996 , ISBN 972-648-109-0.

Cecílio Gomes da Silva (2009), Era Assim no Funchal , Editora Textiverso, 2009, 1ª edição ISBN 978-989-8044-16-7 (póstumo)

Cecílio Gomes da Silva (2009), Viveiros, Editora Textiverso, 2009 ISBN 978-989-8044-15-0 (póstumo)

Artigos em jornais e revistasEditar

Cecílio Gomes da Silva (1983), “ Floresta ou fábrica de material lenhoso. Planos de arborização necessários ao equilíbrio biológico”, A Capital, 31 de Outubro 1983

Cecílio Gomes da Silva (1984) “Floresta e ordenamento do território. Indústria sacrifica os melhores solos”, A Capital, 24 de Fevereiro de 1984

Cecílio Gomes da Silva (1984) “Sucupira e a floresta portuguesa”, Expresso , 11 de Agosto de 1984

Cecílio Gomes da Silva (1984) “Mais um Dia Mundial da Floresta”, O Tempo, 29 de Março de 1984

Cecílio Gomes da Silva (1984)”Mais um Dia Mundial da Floresta”, Expresso, 24 de Março de 1984

Cecílio Gomes da Silva (1984) “Eucaliptus globulus. Exploração desta espécie florestal”, O Poiarense, 24 de Julho de 1995

Cecílio Gomes da Silva «Eu tive um sonho» (1984), Diário de Notícias do Funchal, 13 de Janeiro de 1985

Cecílio Gomes da Silva (1987) “Atribulações de um contribuinte”, O Jornal, 4 de Dezembro de 1987

Cecílio Gomes da Silva (1989), “Portucaliptal” , Expresso, 8 de Abril de 1989

Cecílio Gomes da Silva (1991), “A relação Água-Árvore e o Balanço Hídrico no Ecossistema Floresta” ,Islenha, Nº9 Jul.-Dez. 1991, Direção Regional dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira, págs 81 -87

Cecílio Gomes da Silva (1994) “Andam chamas pelos bosques”, Magazine do Jornal de Notícas, Nº 16, 3 de Dezembro de 1994

Cecílio Gomes da Silva (1997), “Tanta Água Perdida no Mar e que Tanta Falta Faz”, Islenha, Nº20 Jan.-Jun. 1997 , Direção Regional dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira, págs 103 -117

Cecílio Gomes da Silva (1997),”Poiares na senda do progresso ou um tratamento forçado de sauna”, O Poiarense, 12 de Setembro de 1997 Cecílio Gomes da Silva (2000), “A Floresta Madeirense Património Mundial. Narrativa de Mistério, Ficção e Realidade” ,Islenha, Nº27 Jul.-Dez. 1991, Direção Regional dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira, págs 27-39

Cecílio Gomes da Silva(2001), “Fisiologia: relação água/árvore e balanço hídrico. Ecossistema florestal”, Revista Floresta e Ambiente, D. G. do Ambiente (CNEFF), Outubro-Dexembro de 2001

Cecílio Gomes da Silva (2002), “A Floresta Madeirense Património Mundial. Narrativa de Mistério, Ficção e Realidade- 2ª Parte” ,Islenha, Nº31 Jul.-Dez. 2002, Direção Regional dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira, págs 131-144

Cecílio Gomes da Silva (2004), “A Floresta Madeirense Património Mundial. Narrativa de Mistério, Ficção e Realidade-3ªParte” ,Islenha, Nº34 Janeiro-Junho 1991, Direção Regional dos Assuntos Culturais da Região Autónoma da Madeira,págs 147-157

Notas

  1. Indicado em Pereira, José Miguel Cardoso (2003) e Santos, Maria Teresa Nobre dos, Áreas Queimadas e Risco de Incêndio em Portugal, Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Florestas, 2003 e em Plano Nacional de Defesa da Floresta contra incêndios Relatório Intercalar, Departamento de Engenharia Florestal do Instituto Superior de Agronomia (07-03-05) na página 3 e Pereira, J et al,(2004). Cartografia do risco de incêndio em Portugal Continental, jornada de informação aos órgãos da comunicação social, lisboa
  2. Citação do texto da apresentação cedido por Victor Louro.
  3. A expressão “portucaliptal” foi adotada também pelo Prof. Doutor Vital Moreira em artigos mais recentes que os de Gomes da Silva, onde também denuncia com veemência e de forma fundamentada a dominância inaceitável do eucalipto no nosso território. .
  4. De realçar, a este propósito, e para uma informação documentada sobre a transformação da floresta portuguesa, sobretudo de 1995 a 2010, o livro da autoria do Eng.º Victor Louro (2016) A Floresta em Portugal Um apelo à inquietação cívica, Gradiva.

Ligações externasEditar

Plano Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, Relatório Intercalar 7-1 Instituto Superior de Agronomia- Departamento de Engenharia florestal, p.3

«Textiverso, secção autores, Cecílio Gomes da Silva»

Silva, Cecílio Gomes, Biblioteca Nacional , Catálogo Digital


  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.


______________________________________

CategoriasEditar